PEPGRA  |  PEPGRA 20+  |  SRIR  |  SEMANA RESÍDUOS  |  PRODUTOS UTILIZAÇÃO ÚNICA  |  DEPÓSITO EMBALAGENS  |  ECONOMIA CIRCULAR  |  LEGISLAÇÃO  |  CONTACTOS



Destaques
 
Guia Técnico de Implementação de Sistemas PAYT, SAYT ou RAYT nos Açores
 Mais »
Lista de Operadores de Gestão de Resíduos
 Mais »
Lista de Entidades Gestoras de Fluxos Especificos de Resíduos atualizada
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
II Seminário Técnico sobre Economia Circ...
II Seminário Técnico sobre Economia Circ...
Momentos de envolvimento e formação
Estudo de Criação de Clusters de Competi...
 
Campanha - Açores sem Palhinhas



As palhinhas de plástico comummente utilizadas no nosso dia a dia apresentam diversos problemas, pois são feitas de plástico não biodegradável, de utilização única e na sua maioria não são recicladas dadas as suas características.

Torna-se importante mudar hábitos não disponibilizando palhinhas sem que sejam solicitadas e tendo ao dispor alternativas mais amigas do ambiente.

Enquanto cliente deve-se recusar o uso de palhinha sempre que não seja necessária, pois assim evita-se a produção de resíduos desnecessários.

A campanha “Açores sem Palhinhas” pretende assim combater o uso deste artigo que é utilizado apenas alguns minutos e que demorará anos a decompor-se.

Aos estabelecimentos aderentes será entregue um selo que comprova e distingue os estabelecimentos aderentes.

Consulte o regulamento da campanha AQUI

Material promocional:

Problemas que advém do uso de palhinhas:
• São feitas de plástico descartável de uso único, não promovendo a sua reutilização;
• Utilizadas apenas por alguns minutos;
• Voam facilmente com vento e podem ir parar ao meio ambiente, onde demoram a degradar-se por serem feitas de plástico;
• Por serem demasiado leves, quase nunca são recicladas.

Recomendações:

Estabelecimentos de restauração, hotelaria e outros que possam utilizar palhinhas:
1. Banir as palhinhas de plástico dos estabelecimentos;
2. Não oferecer palhinhas, apenas facultar quando solicitado pelo cliente;
3. Ter apenas palhinhas reutilizáveis ou descartáveis (ver exemplos abaixo), para facultar quando solicitado.

Consumidor:
1. Recusar o uso de palhinhas;
2. Optar por alternativas às palhinhas de plástico sempre que por algum motivo o seu uso seja imprescindível;
3. Optar por estabelecimentos aderente à campanha Açores sem palhinhas (os estabelecimentos aderentes à campanha são permeados com um selo que deve estar em local visível e que os distingue dos estabelecimentos não aderentes.

Alternativas às palhinhas de plástico descartável:

Reutilizáveis: Aço inox, bambu, vidro

Descartáveis: comestíveis, papel

Nota: as palhinhas comestíveis e de papel podem ser colocadas no compostor


Numero de Visitantes
  1302375  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 










 

HOMEPLANOS DE PREVENÇÃO E GESTÃOEDUCAÇÃO E PROMOÇÃO AMBIENTALTRANSPORTEFLUXOSOPERADORESCENTROSLICENCIAMENTOS

©2004-2024 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE