Destaques
 
Alteração do Plano Regional da Água da Região Autónoma dos Açores
 Mais »
Plano de Gestão da Região Hidrográfica Açores 2016-2021
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Participação Pública | Questões Signific...
Avaliação do estado dos cursos de água n...
Relatório do Estado das Ribeiras dos Aço...
Avaliação Intercalar do Programa de Medi...
 

Que tipos de tratamentos são utilizados numa ETAR?


Numa ETAR, para além do tratamento da fase líquida (água), também se procede ao tratamento da fase sólida (lamas) e, por vezes, da fase gasosa (gases).

O tratamento da fase líquida pode ser de quatro tipos, classificados segundo o grau de tratamento. Em cada um destes tipos de tratamento podem ser utilizados um ou vários processos de tratamento com as seguintes características:
- Tratamento preliminar 
- Tratamento primário 
- Tratamento secundário 
- Tratamento terciário

Os processos de tratamento variam de ETAR para ETAR porque dependem de vários factores:
- Tipo de substâncias presentes nas águas residuais;
- Concentração das substâncias presentes nas águas residuais;
- Capacidade do meio receptor em diluir e assimilar as substâncias presentes nas águas residuais, descarregadas pela ETAR depois do tratamento;
- Grau de qualidade do meio receptor, exigido de acordo com a sensibilidade dos ecossistemas e com o tipo de actividade humana que é praticada na zona da descarga da ETAR.

As ETAR podem ser classificadas de acordo com tipo de tratamento secundário utilizado, como por exemplo, ETAR por lagunagem, ETAR por leitos percoladores e ETAR por lamas activadas.

O tratamento da fase sólida ocorre devido à produção de lamas durante os tratamentos primário e secundário da fase líquida. As lamas podem ser tratadas através de vários processos de tratamento com as seguintes características:

Processos de tratamento da fase sólida numa ETAR:
- Digestão aeróbia das lamas
- Espessamento
- Desidratação em leitos de secagem

O tratamento da fase gasosa torna-se necessário quando se libertam gases que originam maus cheiros. O ar com esses gases é recolhido e encaminhado para a instalação de tratamento, onde os gases indesejáveis são removidos através dos seguintes processos:
- Filtração com filtros de carvão activado
- Filtração com Biofiltros
- Lavagem química

No entanto, o biogás produzido no processo de digestão anaeróbia das lamas, constituído principalmente por gás metano com elevado valor energético, pode ser transformado em electricidade e/ou energia térmica. Este processo de produção combinada de energia eléctrica e térmica a partir de um combustível primário denomina-se cogeração.

Algumas ETAR possuem uma central de cogeração, sendo a energia eléctrica produzida utilizada para o funcionamento dos seus equipamentos eléctricos, contribuindo com mais de 50% do total de energia eléctrica consumida e proporcionando uma importante redução dos custos de tratamento das águas residuais. A energia térmica (calor) pode ser aproveitada para o tratamento das próprias lamas e para aquecimento das instalações do pessoal e de águas de utilização.

Numero de Visitantes
  2570325  
Pesquisa
 
 
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 

  











 

HOMEPLANEAMENTOGESTÃOLICENCIAMENTOMONITORIZAÇÃOPROJETOSSISTEMAS DE INFORMAÇÃOLEGISLAÇÃOPUBLICAÇÕESCONTACTOS

©2004-2020 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE