CIÊNCIA  |  TECNOLOGIA  |  CULTURA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA  |  PARCERIAS INTERNACIONAIS

 

 
  

 

Destaques
 
Concurso para bolsas de pós-doutoramento
 Mais »
Contributo para uma política de Ciência nos Açores
 Mais »
Comissão Consultiva ad-hoc de suporte à definição de uma Política de Ciência para a RAA
 Mais »
Livro de Atas das Jornadas "Ciência nos Açores, que Futuro?"
 Mais »
 

 

PARCERIAS INTERNACIONAIS


O Governo Regional dos Açores, maioritariamente através do Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (FRCT), que por vezes surge referido como Fundo Regional para a Ciência (FRC) como reflexo de alterações da orgânica do GRA na época em questão, tem desenvolvido parcerias a ível internacional com o intuito de integrar redes alargadas, que promovem e financiam projetos em diversas áreas científicas. Apresentam-se aqui os projetos com os quais o Governo dos Açores está ou esteve envolvido, providenciando-se uma breve descrição e os links aos respetivos sites.

PROJETOS EM CURSO

BEST III
Título:
Measures towards Sustaining the BEST preparatory Action to promote the Conservation and Sustainable Use of Biodiversity and Ecosystem services in EU Outermost Regions and Overseas Countries and Territories / Medidas para melhorar a sustentação de uma ação preparatória para promover a Conservação e Uso Sustentável da biodiversidade e serviços do ecossistema em regiões ultraperiféricas da UE e países e territórios ultramarinos.
Contribuição Total EU: 2.000.000€
Contribuição para o FRC: 146,000€
Duração: 36 meses, Início Dezembro 2013
Coordenador: IUCN
Consórcio: IUCN, Conservation International (CI), Critical Ecosystem Partnership Fund (CEPF), French IUCN Committee, WWF France, UNEP SPAW Regional Activity Center (SPAW RAC), Fundo Regional para a Ciência (FRC), South Atlantic Environment Research Institute (SAERI), French Antarctic and Sub Antarctic Territories, De Visu and One Agency-Ausy Belgium.
Objetivos: Criação de uma plataforma que permita a partilha de informação sobre oportunidades de financiamento para projetos destinados à conservação e uso sustentável da biodiversidade e dos serviços do ecossistema nas regiões ultraperiféricas e nos países e territórios ultramarinos europeus. Esta plataforma facilitará a troca de informação entre os financiadores (Comissão Europeia, estados membros mas também instituições financeiras, entidades não governamentais e empresas) e as entidades promotoras dos projetos; ao mesmo tempo, desenvolverá perfis ecossistémicos regionais os quais identificarão as áreas mais carenciadas de investimento.
O FRC será responsável pela atualização do perfil ecossistémico da Macaronésia e pela constituição do pólo de conhecimento da Macaronésia no grupo de trabalho BEST. Será no contexto deste pólo que se procederá à partilha de informação sobre oportunidades de financiamento, assim como se desenvolverão as estratégias BEST, em colaboração estreita com outras atividades em curso de âmbito local, regional ou nacional. Caberá assim ao FRC dinamizar a colaboração entre as 3 regiões autónomas macaronésicas, Açores, Madeira e Canárias, com o objetivo de tornar mais efetivas as respetivas ações de conservação e gestão da biodiversidade terrestre e marinha e melhor direcionar o investimento europeu nesta área.
Estado: em desenvolvimento

FP7-NetBiome-CSA
Título:
NetBiome-CSA - Reforço da cooperação europeia em investigação para a gestão inteligente e sustentável da biodiversidade tropical e subtropical nas regiões ultraperiféricas e países e territórios ultramarinos.
Contribuição Total UE: 999 615€
Contribuição para o FRC: 157 103€
Duração: 36 meses, inicio Maio 2013
Coordenador: José MVON. Azevedo, FRC
Consórcio: 13 parceiros de 6 países
FRC, RG (Região Gadaloupe), RR (Região Reunião), ADECAL (Agência de Desenvolvimento Económico da Nova Caledónia), PLOCAN, MinEZ (Ministério da Economia, Agricultura e Inovação), ANR (Agência Nacional de Investigação, França), NATURALIS (Centro de Biodiversidade Naturalis, Holanda),ECOLOGIC (Alemanha),EUROCEAN, SPI, INDP (Instituto de Desenvolvimento das Pescas, Cabo Verde),PNRM (Parque Natural Regional da Martinica).
Objetivos: Mobilizar conhecimento e recursos ambientais das várias partes interessadas através de um processo participativo, para iniciativas políticas, análises prioritárias, diálogos entre múltiplos protagonistas, troca de boas práticas, produção de recomendações e formação. Estabelecer parcerias de investigação para gerir de forma sustentável a biodiversidade nas Regiões Ultraperiféricas da União Europeia (RUP) e Países e Territórios Ultramarinos (PTU).
Estado: em desenvolvimento

ARM - Climate Research Facility
Eastern North Atlantic Atmospheric Radiation Measurement Climate Research Facility
Memorandum of Understanding between Los Alamos National Laboratory, which is operated by Los Alamos National Security LLC, a Delaware Limited Liability Company, for the National Nuclear Security Administration of the United States Department of Energy under Contract No. DE-AC52-06NA25396; the Regional Government of the Azores (FRC) and the University of the Azores.

FP6-NetBiome-ERA-NET
Título:
NETworking tropical and subtropical BIodiversity research in OuterMost regions and territories of Europe in support of sustainable development / Rede de investigação da biodiversidade tropical e subtropical nas regiões ultraperiféricas e territórios da Europa, em apoio ao desenvolvimento sustentável.
Contribuição Total EU: 2 973 720,00 €
Contribuição para o GRA: 272 280,00€
Duração: 48 meses, inicio Março 2007
Coordenador: Conselho Regional da Reunião
Consórcio: NET-BIOME foi um projeto ERA-NET regional, apresentado por um consórcio de 11 parceiros, representando órgãos regionais ou territoriais dos 5 Estados-Membros:
- França: 4 regiões ultraperiféricas (Arquipélago Guadeloupe, Martinica, Guiana Francesa, La Réunion) e dois territórios ultramarinos (Nova Caledónia e Polinésia Francesa);
- Espanha: região ultraperiférica (Ilhas Canarias);
- Portugal: regiões ultraperiféricas (Arquipélago dos Açores e Madeira);
- Holanda: território ultramarino das Antilhas Holandesas com dois grupos de ilhas (Grupo Leeward: Bonaire e o Grupo Winward: Saba, St. Eustatius e parte de São Martinho);
- Reino Unido: 9 territórios ultramarinos (Ilhas Caimão, Ilhas Turks e Caicos, Ilhas Virgens Britânicas, Anguilla, Montserrat, Ilha Ascensão, St Helena, British Indian Ocean Territory, e o grupo de ilhas Pitcairn).
Objetivos: Net-Biome incidiu no envolvimento da sociedade na definição de prioridades identificadas pelos gestores de programas regionais e cientistas. Promoveu a interação com as organizações europeias e internacionais pertinentes na área da biodiversidade, como redes de excelência do 6 º PQ (ALTERNET, editar EUR-OCEANS e MARBEF), outros ERA-NET relevantes (Biodiversa, Marinera e Skep) e organizações não-governamentais para identificar lacunas nas ciências básicas e tecnologia, necessárias para fornecer bases para políticas sólidas.
Estado: Encerrado, no entanto deu origem a uma First Joint Call, em desenvolvimento.

First Joint Call ERA-Net Net-Biome
Sob o “guarda-chuva” da ERA-Net Net-Biome, oito parceiros do projeto e 2 agências nacionais de financiamento da investigação, decidiram, em conjunto, lançar a primeira chamada conjunta de investigação transnacional e trans-regional intitulado “Towards Biodiversity Management in support of Sustainable Development in Tropical and Subtropical EU”.

Cinco projetos financiados:
- FRAG&BINV
MOVECLIM
- POMARE
SafePGR
SEAPROLIF

Começo dos projetos de investigação, Setembro 2011, com máximo de 3 anos de duração.

Ao FRC foi cometida a responsabilidade pelo pagamento dos financiamentos aprovados para apoio aos projetos de investigação desenvolvidos na Região no âmbito do projeto ERA-Net Net-Biome, nomeadamente, SafePGR, SEAPROLIF e MOVECLIM, pelo montante global de 95.002,00€;

FRC foi eleito para Joint Call Secretariat, com responsabilidades na coordenação geral e organização técnica da implementação dos projetos. Assumindo a responsabilidade para o processamento dos relatórios de cada projeto, organização de workshops se necessário, mantendo a comunicação com todos os atores relevantes.


PROJETOS ENCERRADOS


FP7-Doris_Net
Titulo:
Downstream Observatory organised by Regions active in Space-Network- Fostering downstream activities and links with regions.
Contribuição Total EU: 112 826,33 €
Duração: 24 meses, inicio Fevereiro 2011 e término Fevereiro 2013
Objetivos: Este projeto teve como objetivo estabelecer-se como elemento de ligação entre os atores regionais e a temática da tecnologia espacial, assumindo a forma física de um gabinete de apoio. A ligação à associação NEREUS e ao Fórum Nacional GMES (Global Monitoring for Environment and Security), são inputs importantes para a rede de conhecimentos necessária, culminando numa melhor divulgação da informação.
Estado: Encerrado

PCT-Mac-MaRes
Título:
Macaronesia Research Strategy / Estratégia de Investigação Macaronésica
Montante total aprovado: 549 724,80
Montante aprovado para o FRC: 105 322,40€
Duração: Inicio Outubro 2009 término Junho 2013
Coordenador: PLOCAN (Plataforma Oceânica das Canárias)
Consórcio: PLOCAN, Madeira Tecnopolo, FRC
Objetivos: O objetivo geral do projeto foi a criação de uma estratégia Macaronésia de investigação para assumir os desafios da sustentabilidade através da investigação e desenvolvimento competitivo nas regiões atlânticas insulares, Canárias, Açores e Madeira.
Como objetivos específicos teve o estabelecimento de uma estratégia comum de promoção de sinergias entre as áreas de maior potencial e a complementaridade dos sistemas de I&D+i da Macaronésia facilitando a identificação de áreas estratégicas adicionais de pesquisa, desenvolvimento e inovação entre as três regiões. A promoção da mobilidade de estudantes e investigadores entre as regiões pertencentes à Macaronésia, reforçando uma crescente colaboração entre investigadores e instituições de cada região.
Estado: Encerrado

PCT-Mac-TransCrea
Título:
Rede Transnacional para a Promoção do Empreendedorismo de Base Tecnológica da Macaronésia
Montante total aprovado: 904 825,00 €
Montante aprovado para o FRC: 16 625,00 €
Duração: Inicio Outubro 2009 término Dezembro 2012
Coordenador: Parque Científico e Tecnológico de Tenerife
Consórcio: Parque Científico e Tecnológico de Tenerife, Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, Universidade de La Laguna, FRC, Cabildo Insular de Tenerife, Fundação Canaria Empresa da Universidade de La Laguna, Parque Científico Tecnológico da Universidade de Las Palmas, Fundação Universitaria de Las Palmas, Câmara Oficial de Comercio, Industria e Navegação de Santa Cruz de Tenerife.
Objetivos: Desenvolvimento de uma rede transnacional de apoio à criação de empresas de base tecnológica nas regiões da Macaronésia. Desenvolveu-se e divulgou-se recomendações para um compromisso político comum que irá apoiar essa mesma rede.
Estado: Encerrado


 

Calendário de Eventos
 
<Setembro de 2017>
segterquaquisexsábdom
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829301
2345678
 

HOMEEVENTOSCONCURSOSLEGISLAÇÃOE-SERVIÇOSLIGAÇÕES ÚTEISCONTACTOS

©2004-2017 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE