principal
Presidente
Governo Regional
Espaço Cidadão
Espaço Empresas
Sobre os Açores
  notícias Legislação Agenda fotos Contactos Mapa do Portal Ajuda
English VersionCHANGE LANGUAGE
Ver Em: entidades  temas
 

Presidência do Governo
Vice-Presidência do Governo, Emprego e Competitividade Empresarial
Secretaria Regional da Solidariedade Social
Secretaria Regional da Educação e Cultura
Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia
Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas
Secretaria Regional da Saúde
Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo
Secretaria Regional da Agricultura e Florestas

 
Comunicação Social
      

Receba as notícias do Governo dos Açores por RSS - clique aqui 

 

Angra do Heroísmo , 1 de Fevereiro de 2019

Governo dos Açores manda analisar castas apoiadas pelo VITIS na ilha do Pico

O Diretor Regional da Agricultura afirmou hoje não existir qualquer indício da plantação de castas não enquadráveis no âmbito dos apoios do programa VITIS na ilha do Pico, mas, para evitar que a genuinidade do vinho dos Açores e das castas seja posta em causa, o Governo Regional determinou a realização de uma análise genética e molecular.

 

“Não há indícios concretos que confirmem as suspeitas, nem se confirma a existência de castas comparticipadas no âmbito do programa VITIS fora do que está estipulado em termos legislativo”, salientou José Élio Ventura, na sequência de notícias que dão conta de que podem ter sido plantadas no Pico castas espanholas de 'Verdejo' e italianas de 'Verdecchio', não abrangidas pelos apoios, em vez da casta 'Verdelho dos Açores'.

 

De acordo com o Diretor Regional, toda a documentação do ponto de vista fitossanitário, no âmbito das candidaturas aprovadas, atesta que se trata de castas perfeitamente enquadradas na legislação em vigor, no entanto será realizada uma análise mais pormenorizada, casta a casta, para apurar que tipo de 'Verdelho' foi efetivamente plantado.

 

“É preciso seriedade e rigor na abordagem aos assuntos, sob pena de comprometer todo o bom trabalho que se tem feito na Região ao nível da recuperação do setor vitivinícola”, considerou José Élio Ventura, afirmando que os produtores são os primeiros interessados em garantir a autenticidade e genuinidade das castas que plantam, bem como em garantir a confiança dos consumidores no vinho dos Açores.

 

A análise genética e molecular do material vegetativo plantado é a única forma segura de confirmar se foram ou não plantadas castas que não se enquadram nos apoios atribuídos.

 

José Élio Ventura assegurou que, no caso de se confirmar que as castas no terreno não correspondem aos pressupostos das candidaturas, serão desencadeados os mecanismos previstos na lei.


GaCS/RM
 
 
 
 
 
   
   Folha de Impressão   Enviar Enviar Notícia   GaCS Site do GaCS   Órgãos de Comunicação Social Órgãos de Comunicação Social   rss  
     

Últimas Notícias

Governo dos Açores trabalha para garantir às futuras gerações uma floresta capaz de assegurar múltiplos serviços e produtos, afirma João Ponte

Rui Luís desafia associações juvenis a serem parceiras na estratégia de combate às dependências

Governo dos Açores reforça a importância da inovação e da digitalização no setor energético

Agenda do Governo Regional dos Açores para 21 e 22 de março

Diretora Regional dos Assuntos Europeus sublinha importância da diáspora na relação Açores/União Europeia

Pesquisa
 
Onde?
Pesquisa Avançada >>
 




 

Casa da Autonomia
Jornal Oficial
Programa de Governo
Açores 2020
 PROMEDIA 2020
 O Governo dos Açores mais perto de si - clique para enviar e-mail
Roteiro AP
 Linha Verde Apoio ao Cidadão
 
Rede Prestige Azores
 Provedor do Utente da Saúde
  
Ouvir Esta Página OUVIR
Ir para o topo desta página TOPO
ajuda AJUDA
English VersionCHANGE LANGUAGE

 
Símbolo de Acessibilidade à Web
principal | Presidente | Governo Regional | Espaço Cidadão | Espaço Empresas | Sobre os Açores | O Meu Portal