Prémio Cagarro D'Ouro  |  Artigos Científicos  |  Parceiros  |  Notícias  |  RESOURCES IN ENGLISH  |  Campanhas Cagarro noutras latitudes
<Maio de 2021>
segterquaquisexsábdom
262728293012
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 

Atualizado em: 29-10-2020



 

Zeca Garro ... saber mais

Feed de RSS
  icon de rss Ver o feed  

18-11-2020

São Roque do Pico resgata 72 cagarros


BRIGADA DA CÂMARA MUNICIPAL AJUDA UMA DAS AVES MAIS EMBLEMÁTICAS DOS AÇORES

A brigada de voluntários da Câmara Municipal de São Roque do Pico resgatou 72 aves durante a Campanha SOS Cagarro deste ano.

Na ação de educação e conservação ambiental, os voluntários percorreram bissemanalmente, entre 20 de outubro e 15 de novembro, diferentes zonas do concelho onde habitualmente há maior aglomeração e atropelamento de aves, como a estrada regional e as zonas costeiras.

O maior número de resgates ocorreu na Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies do Morro, na freguesia de Santo Amaro.

As aves marinhas resgatadas foram entregues na Associação de Bombeiros Voluntários de São Roque, donde seguiram para o Parque Natural de Ilha, sendo, posteriormente, libertadas junto ao mar, depois de anilhadas, para iniciarem a sua primeira grande migração anual para os mares do Atlântico Sul ou para as zonas produtivas do Atlântico Noroeste.

Numa nota enviada ao DI, a Câmara Municipal de São Roque refere que "estas ações foram um importante contributo da autarquia para a preservação de uma das aves marinhas mais emblemáticas do arquipélago, bem como para a projeção da marca 'São Roque do Pico - Capital do Turismo Rural' como um destino sustentável".
Durante os meses de outubro e novembro, os cagarros juvenis começam a abandonar os ninhos e, ao serem atraídos pelas luzes artificiais fortes, ficam desorientados, podendo cair em locais de risco de atropelamento ou de predação.

Por essa razão, neste período do ano, dezenas de brigadas percorrem as estradas dos Açores, resgatando cagarros caídos.

Os cagarros, que podem viver até aos 40 anos, começam a reproduzir-se, em média, com sete ou oito anos de idade e têm uma postura de apenas um ovo por ano, sem possibilidade de efetuar postura de substituição, no caso de fracasso da incubação ou de a cria morrer durante o período de alimentação.

Com cerca de 75% da população nidificante de cagarros a nível mundial, os Açores são a região do mundo que alberga mais casais reprodutores da espécie, fazendo da sua proteção e conservação uma responsabilidade.

O cagarro é a ave marinha mais icónica dos Açores, com um estatuto de conservação reconhecido internacionalmente.

A campanha SOS Cagarro, que se realiza de 1995, é coordenada e dinamizada pelo Governo Regional, através da direção regional dos Assuntos do Mar, em parceria com a direção regional do Ambiente, através dos Parques Naturais de Ilha, da Azorina e de diversas entidades públicas e privadas.

Na campanha do ano passado, que contou com cerca de 3.000 voluntários e 150 parcerias, foram salvos em todas as ilhas 8.845 juvenis.


Calendário de Eventos
 
<Maio de 2021>
segterquaquisexsábdom
262728293012
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456
Pesquisa
 
 
<Maio de 2021>
segterquaquisexsábdom
262728293012
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456
Últimos conteúdos
 
São ROque do Pico resgata 72 cagarros
Salvo 1º Cagarro da Ilha Graciosa – Camp...
SOS Cagarro arranca hoje em formato onli...
Salvo cagarro com 7 anos na ilha do Corv...
 
 
 
“O Cagarro”
“Cagarro, cagarrinho”
“Aves vindas do mar”
"DJ Cagarro Master"
 
 
 



 

 

INÍCIOCAMPANHAO CAGARROINICIATIVASBRIGADAS CIENTÍFICASRECURSOSRELATÓRIOSCONTACTOSLUMINAVES

©2004-2021 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE