principal
Presidente
Governo Regional
Espaço Cidadão
Espaço Empresas
Sobre os Açores
  notícias Legislação Agenda fotos Contactos Mapa do Portal Ajuda
English VersionCHANGE LANGUAGE

Discurso de Sua Excelência na assinatura do protocolo de cooperação com as Universidades do Porto e Lisboa para a instalação de estações de GNSS nas ilhas do Pico, S. Jorge, Graciosa e Santa Maria

 

Agradeço à Universidade do Porto, e à sua Faculdade de Ciências, através do Observatório Astronómico "Prof. Manuel de Barros" e à Universidade de Lisboa, por intermédio da Faculdade de Ciências e da sua Fundação, a participação neste projecto da rede de Estações GNSS Permanentes a que o Governo dos Açores confere grande importância e significado.

Hoje damos mais um importante passo, na instalações de novas estações de GNSS nas ilhas de S. Jorge, Pico, Graciosa e Santa Maria, com vista à densificação de uma Rede de Estações Global Navigation Satellite System (GNSS) Permanentes em todo o arquipélago, cujo acesso vai ser disponibilizado a todo o tipo de utilizadores desta tecnologia.

Só o Governo dos Açores cabe o investimento de 200.000€ nesta rede para além dos 150.000€ relativos ao custo dos contratos de manutenção do software, da formação e da consultadoria. Neste momento, já existem dois equipamentos em S. Miguel (Furnas e Ponta Delgada), um na Terceira e outro no Faial. Projectada já está também uma estação para cobertura das ilhas das Flores e Corvo. Até ao final deste ano a nossa Região estará totalmente integrada nesta rede.

Como dissemos em outra ocasião a rede de Estações GNSS que está a ser instalada vai permitir obter uma:

- Maior rentabilização dos equipamentos de GPS existentes, e uma maior produtividade.

- Maior eficácia e precisão na recolha de informação geo-referenciada;

- Homogeneidade com o sistema de referência adoptado para os Açores, já utilizado na recente produção de ortofotos 1:5000;

- Possível contribuição e participação em projectos de investigação e desenvolvimento, em particular na área da geodinâmica, de particular importância para os Açores;

- Apoio a entidades públicas que utilizam GPS, proporcionando maior precisão no posicionamento em tempo real, que pode ser determinante, por exemplo, no sector da Protecção Civil;

- Prestação de um serviço de qualidade para apoio à comunidade envolvida em actividades de geo-referenciação, pública ou privada;

- Homogeneização de procedimentos em actividades de geo-referenciação, condição necessária para uma melhoria dos padrões de qualidade;

- Adequação tecnológica aos padrões que estão a ser desenvolvidos a nível nacional e internacional, em particular o futuro sistema Europeu GALILEO, no qual Portugal está envolvido através da ESA (European Space Agency).

Os protocolos de cooperação que hoje assinamos com as Universidades de Lisboa e Porto para o estabelecimento, exploração e manutenção de Estações GNSS Permanentes em mais quatro ilhas representam mais um passo nesta caminhada de modernização das comunicações ao serviço dos cidadãos e das empresas.

A rede GNSS constitui deste modo uma aposta do Governo dos Açores e a sua utilização permite, como se viu, rentabilizar os equipamentos de GPS, melhorar a investigação na área da Geodinâmica e beneficiar o desempenho da Protecção Civil.

Por outro lado, dado que a quantidade de aplicações e de utilizadores destes sistemas têm conhecido um considerável aumento, e sendo expectável um crescimento, por imperativos técnicos, é necessário utilizar dois receptores para a obtenção de melhores resultados. Este protocolo comete às instituições universitárias outorgantes a disponibilização de receptores GPS de última geração, o apoio técnico na escolha do local e na colocação da estação em bom e contínuo funcionamento, disponibilização dos dados à SRHE e ao site da REPRAA, e a SRHE garante a instalação e encargos financeiros das linhas ADSL que transportam os dados, o apoio às estações de acordo com as orientações do IGS ((International GNSS Service), a organização de um arquivo a longo prazo dos dados adquiridos de modo a poderem ser facultados ao público.

Depois da ESA em Santa Maria, do projecto em curso do Centro de Vigilância Marítima do Atlântico Norte que será criado nesta ilha, da nova empresa AZORES SPACE ligada aos sistemas de engenharia de alta tecnologia a sedear em S. Miguel, da participação dos Açores através da SRHE na constituição da Associação da rede europeia NEREUS das regiões que utilizam tecnologia espacial, apostamos também nesta rede GNSS, como mais um degrau na edificação desta pirâmide de desenvolvimento, inovação e modernização dos Açores que já são nesta área um exemplo para o país. Aliás, a aposta do Governo dos Açores em cartografia digital já permitiu, por exemplo, a utilização pelo conceituado programa Google Earth dos ortofotos das ilhas Terceira e S. Miguel.

A nossa postura no mundo das comunicações, como sector nobre das acessibilidades, é sempre de irmos mais longe acreditando no pensamento que relativiza o Universo como finito, mas ilimitado.

Desta maneira, afirmamos e reforçamos a nossa centralidade no Atlântico, com projectos inovadores e úteis com inabalável vontade de rasgar o futuro nesta nova dimensão.

 

José António Contente

Secretário Regional da Habitação e Equipamentos

 
Anexos:
Anexos




<< voltar
Pesquisa
 
Onde?
Pesquisa Avançada >>
 
 

 

  



Casa da Autonomia
Jornal Oficial
Programa de Governo
Açores 2020
 PROMEDIA 2020
 O Governo dos Açores mais perto de si - clique para enviar e-mail
Roteiro AP
 Linha Verde Apoio ao Cidadão
 
Rede Prestige Azores
 Provedor do Utente da Saúde
  
Ouvir Esta Página OUVIR
Ir para o topo desta página TOPO
ajuda AJUDA
English VersionCHANGE LANGUAGE

 
Símbolo de Acessibilidade à Web
principal | Presidente | Governo Regional | Espaço Cidadão | Espaço Empresas | Sobre os Açores | O Meu Portal