principal
Presidente
Governo Regional
Espaço Cidadão
Espaço Empresas
Sobre os Açores
  notícias Legislação Agenda fotos Contactos Mapa do Portal Ajuda
English VersionCHANGE LANGUAGE
Ver Em: entidades  temas
 

Administração
Agricultura e Floresta
Ambiente
Ciência e Tecnologia
Comércio
Comunidades
Cooperativismo
Cultura
Desporto
Direitos
Educação
Eleições
Emprego
Encerrar uma empresa
Energia
Estatística
Estatísticas e indicadores
Financiamentos e incentivos
Habitação e Equipamentos
Impostos
Incentivos
Indústria
Informação Empresas
Iniciar uma empresa
Inspecção Económica
Juventude
Lazer e Utilidades
Legislação
Licenciamentos
Pescas
Protecção Civil
Saúde
Segurança Social
Transportes
Turismo

 
Comunicação Social
      

Receba as notícias do Governo dos Açores por RSS - clique aqui 

 

Ponta Delgada , 31 de Outubro de 2019

Governo Regional está a estudar outras soluções de abastecimento às Flores, assegura Ana Cunha

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas assegurou que o Governo dos Açores está a estudar outras soluções de abastecimento marítimo à ilha das Flores que permitam maior regularidade, capacidade e fiabilidade do que a solução atualmente em vigor, de forma provisória.

 

Ana Cunha, que falava quarta-feira, em Ponta Delgada, no final de uma reunião com os presidentes das câmaras municipais das Lajes e de Santa Cruz das Flores, salientou que, para já, “a grande dificuldade é que temos um porto que foi completamente destruído, que foi aberto à navegação com muitas limitações".

 

"Estamos a trabalhar para melhorar as condições de operacionalidade do porto e essas condições é que ditarão a passagem desta solução provisória para outra, com outra capacidade de fiabilidade, de segurança, mas sempre dependente daquilo que se for conseguindo no porto”, frisou.

 

A Secretária Regional referiu que a Portos dos Açores "contratou, de imediato, trabalhos ao projetista para não só pensar na solução a longo prazo, mas, sobretudo, pensar numa solução a curto prazo, porque o porto deverá sofrer uma obra intermédia, que permita precisamente que a operação continue a realizar-se, com as capacidades que a ilha necessita e que exige, e a obra definitiva, que levará mais tempo”.

 

“As condições que têm sido conseguidas de operação no Porto das Lajes vão ditando a solução que tem sido implementada de abastecimento à ilha, sendo que a nossa missão é procurar sempre a melhor solução para restabelecer o abastecimento habitual à ilha das Flores”, disse.

 

Ana Cunha recordou que esta solução provisória em vigor passa por uma viagem semanal, “com possibilidade séria de reforço a partir de meados de novembro”, frisando que, na passada semana, “houve mau tempo e, nesse sentido, nesta próxima semana prevê-se a realização da viagem em falta, além da viagem normal, através da embarcação 'Paulo da Gama'”.

 

Para além disso, o navio 'São Jorge' fará também uma escala na ilha na terça-feira, 5 de novembro, para "abastecimento de combustível", sendo que a operação será feita ao largo e através de trasfega, com um rebocador da Portos dos Açores, para o cais, "uma vez que o navio 'São Jorge' neste momento não consegue acostar no Porto das Lajes”.

 

“Estão a ser estudadas outras soluções pelo Governo dos Açores, em conjunto com as empresas de tráfego local”, adiantou a Secretária Regional, acrescentando que "temos estado sempre em contacto com os armadores, que escalavam a ilha de 15 em 15 dias, conforme obrigação pela regulamentação da cabotagem insular, na procura de outras soluções,  que permitam o abastecimento regular e nas mesmas condições que correspondem às necessidades das ilhas e que era o abastecimento anterior”.

 

A Secretária Regional adiantou que, “logo que haja uma melhoria, desde a profundidade do barco que poderá lá acostar, do aumento do cais acostável, se Autoridade Marítima entender que há condições para que essa operação se realize com segurança, emitirá um novo aviso e poderemos reforçar os meios de abastecimento à ilha”.

 

Em relação às obras necessárias no Porto das Lajes, Ana Cunha disse compreender a dificuldade “de se perceber não haver ainda um cronograma”, mas lembrou que o porto foi destruído pelo furacão Lorenzo há cerca de um mês, considerando que "já foi um feito muito significativo conseguir abri-lo à navegação e assim permitir o abastecimento à ilha, que é a principal preocupação”.

 

A Secretária Regional adiantou que será realizada uma obra intermédia, cujo projeto deverá estar pronto no final do ano.

 

“Quer nós, quer os armadores, quer também o tráfego local, temos estado a estudar no mercado várias soluções, outras soluções de navios que também possam reforçar o abastecimento à ilha”, disse Ana Cunha.


GaCS/HB
 
 
 
Anexos:   Imagens Adicionais:
2019.10.30-SRTOP-ReuniãoPCFlores(1).mp3 2019.10.30-SRTOP-ReuniãoPCFlores(2).mp3 2019.10.30-SRTOP-ReuniãoPCFlores(3).mp3   19.6671.jpg
   
   Folha de Impressão   Enviar Enviar Notícia   GaCS Site do GaCS   Órgãos de Comunicação Social Órgãos de Comunicação Social   rss  
     

Últimas Notícias

Comissão Europeia aprovou todas as propostas de alteração ao POSEI para 2020 apresentadas pelos Açores, anuncia João Ponte

Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo deve refletir interesses e visões de todos os setores ligados ao mar, afirma Gui Menezes

Açores garantem reforço de fundos comunitários pela reserva de eficiência e execução total do quadro comunitário

Avelino Meneses destaca importância do Mar dos Açores para o país

Contrato para beneficiação do caminho agrícola dos Arrebentões, nas Sete Cidades, recebe visto do Tribunal de Contas

Pesquisa
 
Onde?
Pesquisa Avançada >>
 
 


 

 

  

 
 


 
Jornal Oficial
Programa de Governo
Açores 2020
 PROMEDIA 2020
 O Governo dos Açores mais perto de si - clique para enviar e-mail
Roteiro AP
 Linha Verde Apoio ao Cidadão
 
Provedor do Utente da Saúde
 
  
Ouvir Esta Página OUVIR
Ir para o topo desta página TOPO
ajuda AJUDA
English VersionCHANGE LANGUAGE

 
Símbolo de Acessibilidade à Web
principal | Presidente | Governo Regional | Espaço Cidadão | Espaço Empresas | Sobre os Açores | O Meu Portal