principal
Presidente
Governo Regional
Espaço Cidadão
Espaço Empresas
Sobre os Açores
  notícias Legislação Agenda fotos Contactos Mapa do Portal Ajuda
English VersionCHANGE LANGUAGE

Novas Unidades

 

Centro de Saúde de Ponta Delgada

Centro de Saúde de Ponta Delgada

Obra iniciado em 28 de Janeiro de 2014

O novo Centro de Saúde de Ponta Delgada com uma área bruta de construção total de 10.500 m2, é uma infraestrutura moderna, de grande qualidade, quer ao nível da construção, quer em termos funcionais, que permitirá dotar a população de Ponta Delgada de uma edifício adaptado à prestação e cuidados de saúde modernos, baseados cada vez mais na componente tecnológica. Os Açorianos que a ele necessitem de recorrer vão dispor de melhores condições assistenciais, no âmbito dos cuidados de saúde primários e os profissionais de saúde de melhores condições de trabalho e de motivação, o que contribui, decisivamente, para um melhor desempenho das suas funções.

O edifício disporá de condições para dar resposta aos serviços de Medicina Geral e Familiar, abrangendo a Saúde Materna, a Saúde Infantil e Escolar, bem como para muitos outros cuidados, como a Saúde Oral, a Promoção da Saúde, o Apoio Psicológico e Social e Cuidados de Reabilitação. Ao todo, terá cerca de 60 gabinetes para as diversas atividades especializadas, incluindo a unidade de Saúde Pública, o que permitirá concentrar a atividade dispersa, atualmente, em quatro edifícios em vários pontos da cidade de Ponta Delgada.

Fruto da sua proximidade ao Hospital do Divino Espírito Santo, terá condições privilegiadas para estabelecer uma interação rápida e eficaz entre os cuidados de saúde primários e os cuidados hospitalares, o que resultará em grandes vantagens para os serviços e para os utentes. Será possível agregar os serviços que, atualmente, estão espalhados pela cidade, num só edifício, permitindo uma melhor articulação e eficiência, não obrigando as pessoas a deslocarem-se de um espaço para outro para ter uma consulta, fazer um exame ou receber um tratamento. Esta localização enquadra-se, também, na opção de integrar os serviços de cuidados primários com os serviços hospitalares, tornando mais eficiente e rápido o recurso a estes.

O novo Centro de Saúde de Ponta Delgada, um investimento superior a 16 milhões de euros, vai trazer grandes benefícios para os cidadãos que vivem não só no concelho mas também em toda a área de atuação da USI S. Miguel, disponibilizando-lhes melhores condições assistenciais no âmbito dos cuidados de saúde primários e permitindo, de igual modo, aos profissionais de saúde, melhores condições de trabalho e consequentemente um melhor desempenho das suas funções com maior eficiência.

________________________________________________

Centro de Saúde da Madalena

Inaugurado a 6 de Setembro de 2014

Centro de Saúde da Madalena

O Centro de Saúde da Madalena representa um investimento de cerca de 12 milhões de euros.
Trata-se de um edifício concebido de raiz, com cerca de 6.300 metros quadrados, dotado de uma unidade de internamento com capacidade para 35 pessoas em simultâneo - 15 quartos duplos e 5 individuais.

Está preparado para dar resposta em Medicina Geral e Familiar, especialidade-chave na gestão da saúde e da doença, assim como para disponibilizar cuidados de qualidade em outras áreas de intervenção, como é o caso dos cuidados de Enfermagem, de Fisioterapia, de Análises Clínicas e dos restantes Exames Complementares de Diagnóstico e Tratamento.
A nova estrutura está, também, capacitada para a prestação de cuidados de saúde de diversas especialidades, nomeadamente, Dermatovenereologia, Ginecologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Pediatria.

Alberga, ainda, o serviço de Apoio Domiciliário e dispõe de gabinetes para a execução dos Programas de Hipertensão, de Diabetes e do Seguimento de Grávidas.
Na nova unidade está previsto, de igual modo, um serviço de cirurgia de ambulatório, de modo a que seja possível realizar pequenas e médias cirurgias, evitando a deslocação de doentes.

Este investimento colocado ao serviço dos Picoenses resulta em muitas outras potencialidades que serão concretizadas, na prática, num alargamento da oferta de cuidados de saúde à população da ilha do Pico.

 

●  Bloco C - Hospital da Horta

Inaugurado a 5 de Agosto de 2014

Com um investimento de cerca de 14 milhões de euros, o bloco C do Hospital da Horta reforça as condições para possam funcionar  os Serviços de Obstetrícia e de Ginecologia, o Bloco de Partos, o Serviço de Pediatria, o Serviço de Fisiatria, o Serviço de Sangue, as consultas externas de Oftalmologia e Otorrinolaringologia, o serviço social, o serviço de informática e os serviços administrativos.

 

●  Centro de Saúde de Vila do Porto (Remodelação e ampliação

Obra inaugurada a 13 de maio de 2014

Obras inauguradas a 13 de maio de 2014

 

As obras, no valor de um milhão de euros, incluíram a construção de 6 novos gabinetes, para consultas de especialidade, uma sala de pequenas cirurgias e exames de gastroenterologia.

A nutricionista a Psicóloga e a técnica de Terapia da Fala passaram também a dispor de gabinetes próprios.

 

Foi construído um espaço maior e com melhores condições para a fisioterapia, enquanto que as antigas instalações de fisioterapia serão futuramente ocupadas pelo laboratório.

 

Centro de Saúde da Graciosa
 

  

 Inaugurado a 20 de Junho de 2012


O novo edifício da Unidade de Saúde da Ilha Graciosa, é um edifício moderno, de grande qualidade, quer ao nível construtivo, quer em termos funcionais.

É uma estrutura com melhores condições a todos os níveis, em termos de funcionalidade e de atendimento e propiciadora de um clima de humanização nas relações entre profissionais de saúde e cidadãos.

Desde logo, espaços mais amplos nos serviços de urgência, permitindo uma resposta mais adequada, quer no atendimento 24 horas por dia, quer nas situações de emergência.
Oferece, de igual modo, melhores condições ao nível do internamento, com um total de 16 camas, com gases medicinais e aspiração canalizados.
Dispõem também de mais consultórios médicos, mais amplos e com melhores equipamentos, tanto para as consultas de especialidade como para o atendimento dos médicos de família à população.

Tem uma sala para pequenas cirurgias, mais camas de observação na urgência.

Esta nova unidade dispõe ainda de um ginásio de fisioterapia mais amplo e com mais equipamentos, serviços técnicos de radiologia e laboratório e uma área dedicada à delegação de saúde.

Os espaços de apoio como cozinha e lavandaria, dispõem de modernos equipamentos e o refeitório e os locais sociais são mais amplos e mais acolhedores.

O edifício com cerca de 1600 metros quadrados de área de implantação e cerca de 3700 metros quadrados de área bruta de construção, custou cerca de 7 milhões de euros.

 

Hospital da Ilha Terceira


    

Inaugurado a 26 de Março de 2012

O Hospital do Santo Espírito da Ilha Terceira é uma grande edificação, com uma área total de construção de cerca de 50 mil m2, uma obra, feita com o esforço e destinada a servir várias gerações.

É uma infraestrutura feita a pensar no futuro e capaz de dar resposta aos novos conceitos de saúde.

Dispõe de seis salas cirúrgicas, duplicando a capacidade do bloco operatório do anterior hospital e, em geral, o aumento da capacidade de todos os serviços, como são os casos da unidade de diálise, da consulta externa e da urgência.

O internamento geral com 216 camas e 25 camas técnicas de internamento especial, conta na zona pediátrica com quartos para os pais pernoitarem. Essas funcionalidades podem ainda, em situação decorrente de catástrofes e emergências, serem ampliadas noutras zonas que estão preparadas para o efeito.

Mas onde o novo hospital é substancialmente diferente é na sua visão funcional.

Desde logo pensado, para dar resposta ao aumento da prestação de cuidados médicos ou cirúrgicos em ambulatório, com hospitais de dia em diversas áreas, permitindo que as pessoas, cada vez mais – e sobretudo, as portadoras de doenças crónicas –, possam receber os tratamentos durante o dia e regressar às suas casas, evitando-se, tanto quanto possível, os internamentos e a pressão nos serviços de urgência. Noutro caso, por exemplo, no departamento da mulher e da criança, é desenvolvido um conceito de continuidade e complementaridade entre os serviços neonatais, obstetrícia e pediatria.

Na altura da inauguração o novo Hospital de Santo Espírito da ilha Terceira empregava 939 funcionários.

 
 
 
 


<< voltar
Pesquisa
 
Onde?
Pesquisa Avançada >>
 
 

 

  



Casa da Autonomia
Jornal Oficial
Programa de Governo
Açores 2020
 PROMEDIA 2020
 O Governo dos Açores mais perto de si - clique para enviar e-mail
Roteiro AP
 Linha Verde Apoio ao Cidadão
 
Rede Prestige Azores
 Provedor do Utente da Saúde
  
Ouvir Esta Página OUVIR
Ir para o topo desta página TOPO
ajuda AJUDA
English VersionCHANGE LANGUAGE

 
Símbolo de Acessibilidade à Web
principal | Presidente | Governo Regional | Espaço Cidadão | Espaço Empresas | Sobre os Açores | O Meu Portal