Ponta Delgada 2 de Fevereiro de 2011
Carlos César enaltece a acção do Comando da Zona Aérea dos Açores
 

Carlos César realçou esta manhã as “responsabilidades muito relevantes”, do ponto de vista do entrosamento dos interesses regionais em vários domínios, que o Comando da Zona Aérea dos Açores detém.

 

O Presidente do Governo dos Açores referiu o “invulgar bom desempenho” daquele Comando em áreas relacionadas com o sistema de evacuações aéreas, com o Serviço Regional de Saúde e com o Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros, para além do que lhe está cometido no âmbito das missões específicas de defesa nacional.

 

Também no relacionamento com as forças norte-americanas estacionadas na Base das Lajes – que Carlos César qualificou de muito importante no contexto do Acordo de Defesa e Cooperação entre Portugal e os Estados Unidos – o papel desempenhado pelo Comando da Zona Aérea dos Açores foi destacado pelo governante.

 

“ Nós temos salientado que, na sequência da estabilização a que se procedeu com a revisão de algumas componentes do acordo laboral, esta nova fase de relacionamento tem sido mais estável e mais produtiva, mais espectável por parte de todos os que intervêm nesse processo, e o apoio que as Forças Armadas, através da Força Aérea, têm dado a essa conexão dos interesses regionais, tem sido muito importante”, afirmou.

 

O Presidente do Governo deixou claro que, por parte dos Açores, há sempre o desejo de que, por via da utilização da Base das Lajes pelas forças americanas, haja sempre mais cooperação e maiores benefícios para a região.

 

“Compreendemos que o momento chama mais outras preocupações do que as de uma maior cooperação económica, social ou científica efectivas, mas temos dado sempre a ênfase necessária a essa componente e temos também recebido a ajuda da Força Aérea nessa perspectiva negocial”, disse.

 

Carlos César, que recebeu esta manhã, em audiência para apresentação de cumprimentos de despedida, o General Teixeira Rolo, Comandante da Zona Aérea dos Açores, deu testemunho do apreço do Governo Regional pela acção desenvolvida por aquele oficial general, e manifestou-se convicto de que o próximo titular do cargo “tomará em conta essa mesma perspectiva de realização do interesse regional no âmbito desse acordo, que é como quem diz, de satisfação do interesse nacional envolvido.”

 
 
GaCS/CT
 
Anexos: Fotos:

<<< voltar

 

imprimir  |  guardar