principal
Presidente
Governo Regional
Espaço Cidadão
Espaço Empresas
Sobre os Açores
  notícias Legislação Agenda fotos Contactos Mapa do Portal Ajuda
English VersionCHANGE LANGUAGE
Ver Em: entidades  temas
 

Presidência do Governo
Vice-Presidência do Governo, Emprego e Competitividade Empresarial
Secretaria Regional da Solidariedade Social
Secretaria Regional da Educação e Cultura
Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia
Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas
Secretaria Regional da Saúde
Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo
Secretaria Regional da Agricultura e Florestas

 
Comunicação Social
      

Receba as notícias do Governo dos Açores por RSS - clique aqui 

 

Ponta Delgada , 19 de Agosto de 2012

Porto de Rabo de Peixe vai ser completamente remodelado e Presidente do Governo fala em confiança no futuro das pescas

O porto de pescas de Rabo de Peixe vai ser alvo de uma ampliação e beneficiação que – na opinião do Presidente do Governo dos Açores, que presidiu ao início simbólico da obra – “transformará por completo este espaço portuário, criando-se, assim, todas as condições para que ele assuma um papel efetivo como polo de desenvolvimento e de qualificação desta importante comunidade piscatória de grande tradição histórica e enorme relevância na economia açoriana.”

 

A obra insere-se, como sublinhou Carlos César, no conjunto de ações governamentais desenvolvido na última década e meia com o objetivo de melhorar as condições de vida dos habitantes de Rabo de Peixe, seja na habitação, seja na criação de estruturas de apoio à infância e aos jovens e à assistência e acolhimento dos idosos.

 

No que às obras no porto diz respeito, Carlos César apontou “a melhoria substancial nas condições de abrigo das embarcações de pesca que operam na costa norte da ilha de São Miguel e, por consequência, uma evolução muito grande para a segurança e eficácia do trabalho dos profissionais envolvidos”, os quais, acentuou, concordaram com o projeto.

 

Como também realçou, a melhoria das condições de abrigo na bacia interior proporcionará não só a criação de cerca de cem postos em flutuação para embarcações da pesca artesanal, mas, igualmente, boas condições para atividades de recreio e de turismo e desportos náuticos.

 

O investimento é de dezasseis milhões de euros e vem somar-se aos realizados nos últimos quinze anos, durante os quais o Governo Regional construiu ou requalificou cerca de meia centena de portos e núcleos de pesca, onze lotas, perto de seiscentas casas de aprestos e nove oficinas de apoio à construção e reparação naval, instalou trinta e seis gruas e sete pórticos de varagem e construiu ou requalificou uma rede de sessenta e seis câmaras de conservação que garante uma capacidade de armazenamento de mais de 5.200 toneladas de peixe congelado e 186 toneladas de peixe refrigerado.

 

Apesar disso, Carlos César revelou que ainda vão ser colmatadas insuficiências na área da conservação do pescado, para o que vão ser instalados três novos entrepostos frigoríficos em São Miguel – localizados em Vila Franca, Ribeira Quente e um de maior dimensão em Ponta Delgada – que reforçarão a capacidade existente de armazenamento de pescado congelado em 1.500 toneladas.

 

Por outro lado, o Governo Regional continua a trabalhar, em conjunto com “a Universidade e os representantes de pescadores, tal como com as entidades nacionais e europeias adequadas, não só para a proteção da nossa Zona Económica Exclusiva face a frotas externas à região, como para o melhor ordenamento da atividade da nossa frota.”

 

Para o Carlos César, esse é um trabalho “para pescarmos melhor, para pescarmos o que devemos e para tirarmos maior partido disso”, sendo, na sua opinião, muito importante que haja junção de esforços e boa organização.

 

“Estou confiante que as nossas pescas e os nossos pescadores têm futuro. Por isso, aqui estamos, em Rabo de Peixe, a começar uma grande obra para uma grande comunidade que fez por a merecer”, concluiu.

 

A obra hoje lançada prevê a construção de dois novos contra molhes: um a sul, com 285 metros, e o contra molhe norte, com 45 metros, que ficará perpendicular ao atual molhe, criando uma nova área molhada de abrigo de 3,6 hectares e um novo terrapleno de cerca de 19.000 m2.

 

Serão também instalados um pontão flutuante, com cerca de 100 metros, três pontes-cais, de cerca de 90 metros cada, e um cais aderente à doca de pórtico, com 30 metros, que disponibilizarão mais de 660 metros de espaço de atracação direta, e aos quais acrescerão  uma nova  rampa de varagem e duas docas de pórtico.

 

Estão previstas zonas de reparação e manutenção de embarcações, casas de aprestos e a  construção de uma estrada de acesso, numa extensão de mais de seiscentos metros, que irá contornar o porto pelo lado nascente e ligar à atual estrada. 

 


GaCS/CT
 
 
 
 
 
   
   Folha de Impressão   Enviar Enviar Notícia   GaCS Site do GaCS   Órgãos de Comunicação Social Órgãos de Comunicação Social   rss  
     

Últimas Notícias

Agenda do Governo Regional dos Açores para 18 de novembro

Bons resultados no turismo exigem planeamento contínuo, afirma Diretora Regional

Agenda do Governo Regional dos Açores para 18 e 19 de novembro

Semana dos Resíduos com 169 ações de sensibilização em todas as ilhas dos Açores

Apoios ao empreendedorismo, tecnologia e inovação alavancam economia açoriana, afirma Diretor Regional

Pesquisa
 
Onde?
Pesquisa Avançada >>
 


 



Casa da Autonomia
Jornal Oficial
Programa de Governo
Açores 2020
 PROMEDIA 2020
 O Governo dos Açores mais perto de si - clique para enviar e-mail
Roteiro AP
 Linha Verde Apoio ao Cidadão
 
Rede Prestige Azores
 Provedor do Utente da Saúde
  
Ouvir Esta Página OUVIR
Ir para o topo desta página TOPO
ajuda AJUDA
English VersionCHANGE LANGUAGE

 
Símbolo de Acessibilidade à Web
principal | Presidente | Governo Regional | Espaço Cidadão | Espaço Empresas | Sobre os Açores | O Meu Portal