FREGUESIAS  |  TRADIÇÃO E PRODUTOS TÍPICOS  |  ONDE DORMIR  |  ONDE COMER  |  O QUE FAZER  |  ITINERÁRIOS  |  COMO CHEGAR
1
Últimos conteúdos
 
Conferência EUROPARC 2017 - Montanhas Má...
Governo dos Açores abre nova fase de can...
III Fórum 2016 Notícia
III Fórum 2016
 
Destaques
 
Conferência EUROPARC 2017 - Montanhas Mágicas
 Mais »
III Fórum de Renovação da Carta Europeia de Turismo Sustentável
 Mais »
Agenda das Terras do Priolo - Outubro
 Mais »
Dia do Milho
 Mais »
 

Vila do Nordeste


Na sede do concelho, que conta com cerca de 1341 habitantes, está situado o património arquitetónico de maior valor. A ponte centenária dos Sete Arcos, a Igreja da Matriz de São Jorge, o farol do Arnel - o primeiro a ser construído nos Açores- e um conjunto de imóveis com função de moradia no pequeno centro histórico e na Rua António Alves de Oliveira. A freguesia foi elevada a categoria de Vila por D. Manuel I, em 18 de junho de 1514. Está situada numa lomba que tinha a designação de Salvador Afonso. Este era o nome de um procurador da ilha que, provavelmente, possuía ali grandes tratos de terreno. O lugar da Pedreira, por sua vez, foi assim chamado por ser a zona donde se extraiu muita pedra para as construções na vila. Os primeiros cronistas não fazem referência a este local, o que sugere que foi durante muito tempo um campo virgem de arvoredo que se arroteou pelos anos fora.

No que se refere a trilhos pedestres, existe um antigo caminho usado pelos locais da Pedreira e da Vila do Nordeste que ali possuíam grandes extensões de vinha. Ainda hoje ali persistem várias das antigas habitações de apoio à cultura da vinha e outras construídas mais recentemente para veraneio. Este trilho inicia-se mesmo por trás da Igreja de Nossa Senhora da Luz da Pedreira e continua até à fajã do Araújo.

O que visitar:

* Igreja da Matriz de São Jorge
A igreja localiza-se no centro da Vila, junto à Câmara Municipal do Nordeste. É a mais importante e bela igreja do concelho. Foi edificada em 1796, data inscrita na fachada da igreja. No seu interior existem imagens do extinto Convento Franciscano de 1642 e uma imagem quinhentista do orago.



* Ermida de Nossa Senhora da Mãe de Deus
Ermida mandada edificar por João Soares no séc. XVI para aí ser sepultado. Atualmente encontra-se em ruínas, possuindo somente as paredes laterais e a cruz. Localiza-se na estrada regional a caminho da Pedreira.



* Ermida de Nossa Senhora do Rosário
Ermida construída em 1529. Sofreu modificações em 1848. Localiza-se na Rua do Rosário, junto ao cemitério da freguesia.



* Ermida de Nossa Senhora da Nazaré
Ermida localizada na zona da Nazaré, junto à estrada regional. Sofreu obras de reconstrução em 1852, data inscrita na sua fachada.



* Triato do Espírito Santo
Os Triatos do Espírito Santo estão associados às festividades em honra do Divino Espírito Santo. Destinam-se à exposição dos símbolos do Espírito Santo, nomeadamente, a coroa real encimada por uma pomba, a bandeira, o ceptro, o estandarte e as varas. São construídos em planta retangular com um só piso. Existem dois triatos na Vila do Nordeste:

1. Localiza-se no Gaveto da Rua do Topo com a Rua D’Além. Na fachada encontra-se inscrito “19ES37”. A estrutura está encimada por um símbolo do Divino Espírito Santo, a coroa.
2. Localiza-se no Largo da Grota do Bravo. Foi construído em 2011 pela Junta de Freguesia do Nordeste. Está encimado pela coroa do Divino Espírito Santo toda trabalhada em rocha basáltica (pedra de lavoura).

 

* Fontanários (3)
Os fontanários outrora desempenharam um papel importante na vida diária das populações. Antes de existir água canalizada, os fontanários permitiam o abastecimento de água às diversas localidades. São três os fontanários da Vila do Nordeste:

1. Localiza-se na Ponta do Arnel, junto ao farol. A bacia é feita em rocha basáltica trabalhada. É evidente o contraste entre a pedra negra vulcânica (basalto) e o centro caiado de branco.
2. Localiza-se no Largo Rodrigo Gamboa. Possui dois bancos laterais em rocha basáltica em forma de ornamento.
3. Localiza-se na Rua Padre José Pacheco do Monte, inserido num muro. Ostenta na fachada as inscrições “19 6/2 08” e “C. M”.

        

* Coreto
Os coretos abrigam bandas musicais em concertos, festas e outras diversões. São símbolo de festa e continuam a ser nos dias de hoje, um palco de atuações, importante para muitas comunidades. Localiza-se no Jardim do Largo do Centro Histórico da Vila do Nordeste. Possui escadas de acesso, cobertura em telha e no topo um símbolo musical ornamental.



* Farol da Ponta do Arnel
O Farol do Arnel localiza-se na zona da Nazaré, na ponta de nome Arnel e foi o primeiro a ser construído no arquipélago dos Açores, na segunda metade do séc. XIX, inaugurado em 1876. Encontra-se a cerca de 70 metros acima do nível das águas do mar e funciona como ajuda à navegação marítima e aérea.



* Moinhos Classificados como Imóveis de Interesse Público (2)
Os moinhos são imóveis de construção muito antiga, provavelmente com centenas de anos que existiam para subsistência das pessoas que aproveitavam a vertente da ribeira com um bom caudal para construi-los tendo funções de moradia e de moinho em simultâneo. Localizados no Jardim Botânico da Ribeira do Guilherme onde as cascatas de água tornam o local muito aprazível e apreciado por locais e turismo. Um dos moinhos é utilizado para fins turísticos e em anexo tem uma boa habitação que normalmente é alugada a visitantes.

O outro moinho classificado ficou parcialmente destruído pelas cheias de setembro de 1986, tendo na ocasião desaparecido a levada. Encontra-se neste momento totalmente recuperado. Fica inserido numa ampla zona verde com cascata de água. É utilizado para fins turísticos onde todos os visitantes podem calmamente observar como funciona um moinho de água com rodizio.

 

* Forno de Cal
Esta estrutura localizada na Rua do Além, mesmo no interior da freguesia, deve ter sido outrora um instrumento económico local muito importante para o desenvolvimento comercial e industrial da zona. Possui uma escada de acesso à boca superior da chaminé que mede 3 metros de diâmetro. Embora se encontre em ruínas, consiste numa estrutura de elevado interesse etnográfico.



* Ponte dos Sete Arcos
A Ponte foi edificada em 1883 e colocado o seu gradeamento de ferro em 1884. Apresenta traços românicos, sendo uma da mais belas e grandiosas pontes de São Miguel. Mede cerca de 122 metros, com sete arcos de cantaria de 8 metros de diâmetro e 13 metros de altura. Foi baptizada na época por Viaduto. A data da sua edificação encontra-se inscrita em um dos muretes.



* Paços do Concelho
Edifício construído na zona central da vila, no local onde foi demolido um pequeno edifício que servia de Casa da Câmara. Constitui a mais importante obra do concelho em termos de arquitetura civil do séc. XIX. Foi construído em 1875 e destaca-se pela sua dimensão e pela total regularidade e simetria de todas as suas fachadas.



* Miradouro da Ponta do Arnel
Localiza-se na zona da Nazaré. Permite avistar o bonito Farol da Ponta do Arnel, assim como parte da costa.



* Miradouro da Boca da Ribeira
Deste local pode-se observar a Piscina Natural da Foz da Ribeira do Guilherme e o Parque de Campismo da Feira.



* Jardim do Viaduto
Localizado no Largo da Ponte, é um jardim agradável com canteiros floridos, uma fonte, bancos e árvores a oferecer sombra. Sob o jardim encontra-se a ponte centenária dos Sete Arcos, uma das mais imponentes dos Açores.



* Jardim do Centro Histórico da Vila do Nordeste
É um pequeno jardim, localizado na Rua Francisco Raposo Oliveira, com um coreto no centro, arruamentos em calçada portuguesa, canteiros floridos, bancos de jardim e algumas árvores a oferecer sombra.



* Reserva Florestal de Recreio da Fajã do Rodrigo
A Reserva Florestal de Recreio da Fajã do Rodrigo possui uma área de cerca de 1,40 hectares. Encontra-se inserida na ZPE «Pico da Vara/Ribeira do Guilherme» e como tal possui um importante papel no desenvolvimento de ações de educação e sensibilização ambiental, nomeadamente em relação ao Priolo (Pyrrhula murina), ave endémica da ilha de São Miguel. Situada junto à Ribeira do Guilherme, o que lhe confere características únicas, possui também uma diversidade e riqueza florística que é dos pontos mais atrativos do parque.



* Reserva Florestal de Recreio do Viveiro do Nordeste
Próxima do centro histórico da Vila de Nordeste. Possui equipamentos de manutenção física e parque de merendas com tradicionais fornos de lenha. Extensa área de viveiro florestal, com os talhões divididos por azáleas, constitui o maior viveiro de produção de espécies endémicas da Região Autónoma dos Açores, que, juntamente com outras espécies autóctones se destinam a promover a recuperação dos habitats naturais dos Açores.



* Parque de Merendas da Reserva Florestal de Recreio do Viveiro do Nordeste
Localizado no interior da Reserva Florestal de Recreio do Viveiro do Nordeste, possui tradicionais fornos de lenha.



* Parque Municipal de Campismo de Nordeste
O Parque de Campismo, sito na zona denominada por Feira, está inserido numa zona de exuberante vegetação junto à Ribeira do Guilherme, condições que fazem deste um parque dos mais procurados na ilha. Está dotado de mesas, palheiros, grelhadores, balneários com água quente, energia elétrica (a partir de painéis solares) e um parque infantil.



* Portinho do Nordeste
Localizado na Ponta do Arnel, o Porto foi construído por ordem do Rei D. João III. Ao longo do tempo foi várias vezes destruído pelo mar e, consequentemente, reparado, tendo a ultima grande reconstrução ocorrido em 1875.

É um porto que se destina fundamentalmente à atividade piscatória. Possui acesso pavimentado, um cais de acostagem em pedra com cerca de 30 metros de comprimento, uma rampa de varadouro também em pedra e algumas edificações de aprestos ao longo do acesso ao porto. O estacionamento das embarcações é efetuado ao longo do acesso.



* Museu Municipal do Nordeste
O Museu etnográfico foi inaugurado em 1989 no âmbito das comemorações dos 475 anos da criação do Concelho. Apresenta objetos tradicionais da vida agrícola, uma cozinha tradicional, com loiça empregue na “mesa nordestense”, a olaria de Vila Franca do Campo, a loiça da Lagoa, os trajes tradicionais, o tear e trabalhos em linho, as telhas antigas e uma secção de arte sacra.



* Casa de Trabalho do Nordeste
É a maior e mais representativa do género em São Miguel, onde se ensinam ofícios tradicionais como os bordados, tapetes, colchas e mantas de tear manual em lã, linho e retalhos. São aqui confecionados, por exemplo, os trajes típicos usados pelos ranchos de folclore da ilha. Foi fundada por Maria do Carmo Monte e destinava-se a instruir as jovens locais, pela recuperação dos teares tradicionais, o artesanato, a costura, os bordados e os lavores.



* Posto de Turismo e Artesanato de Nordeste
Localizado na Rua D. Maria do Rosário, este espaço destina-se à promoção turística do Concelho e venda de artesanato de artesãos locais.



* Igreja de Nossa Senhora da Luz
No século XIX a dimensão do povoado da Pedreira exigiu um novo templo que ficaria concluído em 1872. Esta data encontra-se inscrita na fachada desta igreja. É composto por três naves e altares singelos. É esse templo dedicado a Nossa Senhora da Luz que existe na atualidade. A igreja primitiva teria sido construída nos princípios do século XVIII.



* Triato do Espírito Santo (2)
Os Triatos do Espírito Santo estão associados às festividades em honra do Divino Espírito Santo. Destinam-se à exposição dos símbolos do Espírito Santo nomeadamente a coroa real encimada por uma pomba, a bandeira, o ceptro, o estandarte e as varas. São construídos em planta retangular com um só piso. São dois os triatos da Pedreira:

1. Localiza-se na Rua do Rebentão. Encontra-se inscrito na sua fachada, numa cartela em forma de estrela e em relevo, a data de construção que ocupa o centro “1925” e as letras e dígitos “S. E. S. 3. 3” que ocupam as pontas da estrela. Esta estrutura encontra-se encimada por um símbolo do Divino Espírito Santo, a pomba de asas abertas.
2. Localiza-se na Rua do Cinzeiro. Ostenta na sua fachada as inscrições “S.E.S” e “19 6/5 20” e está encimado por um dos símbolos do Espírito Santo, a coroa, trabalhada em rocha basáltica.

  

* Fontanários (7)
Os fontanários outrora desempenharam um papel importante na vida diária das populações. Antes de existir água canalizada, os fontanários permitiam o abastecimento de água às diversas localidades. Na Pedreira existem sete fontanários:

1. Localiza-se no Caminho do Moio. Esta estrutura inserida num muro encontra-se pintada de branco com bacia de pequenas dimensões encastrada, feita em basalto.
2. Localiza-se na Rua da Lomba e encontra-se inserido num muro. Esta estrutura é toda construída em rocha basáltica.
3. Localiza-se na Rua da Igreja junto ao jardim da freguesia. Estrutura de arco.
4. Localiza-se na Rua do Rebentão. A estrutura onde se insere a bica possui a forma de flor-de-lis.
5. Localiza-se na Rua do Rebentão. Possui as inscrições “CMA e “1954” na fachada.
6. Localiza-se na Rua do Cinzeiro. Está pintado de branco com moldura a cinzento e bacia em basalto. Ostenta na sua fachada a inscrição “19 20/679”.
7. Localiza-se na Rua do Cinzeiro. Ostenta na sua fachada as inscrições “1954” e “CMN”.

    
   


* Coreto
Os coretos abrigam bandas musicais em concertos, festas e outras diversões. São símbolo de festa e continuam a ser nos dias de hoje, um palco de atuações, importante para muitas comunidades. Está localizado no centro do jardim da Pedreira, ornamentado com flores, árvores e bancos, na Rua da Igreja. Possui cobertura telhada e escadas de acesso.



* Pias Antigas
As pias de lavar roupa ou tanques constituem vestígios do passado. Quando a urbanização se intensificou, os municípios construíram pias públicas para que as pessoas sem grandes posses, não tivessem que se deslocar para as ribeiras ou outros locais onde fosse possível fazer esse trabalho. Estão localizadas na Rua do Cinzeiro.



* Miradouro da Ponta da Madrugada
Situado na Pedreira, junto à estrada regional. É o melhor local para ver o nascer do sol, pois está situado numa das extremidades da ilha. Proporciona aos visitantes uma deslumbrante vista para o mar e para a Serra da Tronqueira. Possui diversas mesas e churrasqueiras para apetitosos grelhados nas tardes de Verão.



* Miradouro da Ponta do Sossego
É o mais emblemático de todos os miradouros do concelho do Nordeste. Oferece aos visitantes uma magnífica vista sobre o mar e a Praia do Lombo Gordo. Possui uma vasta área ajardinada, que se enche de flores nos meses mais quentes, e uma zona de merendas. É um espaço de lazer por excelência para passar os fins de tarde, contemplando a paisagem.



* Miradouro do Pico do Bartolomeu
Este miradouro, localizado no Pico Bartolomeu com 887 metros de altitude, oferece uma soberba vista sobre as Lombas da Povoação e das Furnas, podendo ainda observar-se vegetação nativa de altitude, a Laurissilva dos Açores.



* Miradouro da Serra da Tronqueira
Este miradouro encontra-se no coração do habitat do Priolo, e em torno dele pode-se encontrar a mais importante mancha de Floresta Laurissilva existente na ilha. Permite uma imponente vista da Serra da Tronqueira, do Pico da Vara com 1105 m, pico mais alto da ilha de São Miguel, e do Pico Verde.



* Miradouro da Vista dos Barcos
O miradouro situa-se entre a Pedreira e a Vila do Nordeste. Deste avista-se o mar, o Farol do Arnel (o mais antigo farol dos Açores) e o Porto de Pescas da Vila do Nordeste.



* Jardim Público da Rua Nova

Este jardim situa-se na Rua Nova, e consiste num pequeno espaço verde com canteiros ajardinados e alguns bancos de jardim.



* Reserva Florestal de Recreio da Cancela do Cinzeiro
O Parque tem uma área aproximada de 10 hectares e é envolvido a norte por uma extensa mancha de criptoméria (Cryptomeria japonica) e a sul por pastagens protegidas por cortinas de abrigo. Este Parque existe desde 1960, tendo sofrido uma remodelação em 2001, ficando nesta altura equipado com uma área coberta para piqueniques, parque infantil, área de endémicas, percurso físico e trilhos situados ao longo de uma mancha florestal de beleza singular. Nas imediações desta reserva florestal existe uma reserva natural com exemplares de variadíssimas espécies endémicas da Região.



* Parque de Merendas da Reserva Florestal de Recreio da Cancela do Cinzeiro
Consiste numa zona de merendas coberta e num espaço reservado ao golfe rústico, inserida na Reserva Florestal de Recreio da Cancela do Cinzeiro.



* Parque de Merendas do Miradouro da Ponta do Sossego
Localizado no Miradouro da Ponta do Sossego, este parque de merendas é uma agradável zona, com grelhadores, mesas e bancos de pedra cobertos por uma estrutura que oferece sombra. Existem instalações sanitárias e recipientes para a recolha seletiva de resíduos.



* Parque de Merendas do Miradouro da Ponta da Madrugada
Localiza-se no Miradouro da Ponta da Madrugada, onde se pode contemplar grande beleza natural, rica em vegetação. A zona de merendas possui mesas e bancos em pedra, cobertos por uma estrutura a oferecer sombra.



* Parque de Merendas da Estrada Regional da Pedreira
Localizado junto à estrada regional, é um espaço relvado equipado com grelhadores, mesas e bancos em pedra.



* Praia do Lombo Gordo
Esta praia está situada na base de uma encosta de declive muito acentuado. Encontra-se fortemente influenciada pelas correntes marítimas relacionadas com fenómenos de assentamentos de areias, facto que leva a que com uma periodicidade de cerca de 7 anos tenha um areal muito extenso para que nos 7 anos seguintes fique reduzida a praticamente metade da sua extensão.

Este é um local muito isolado e pouco frequentado, com um agradável enquadramento paisagístico, onde poderá apreciar o sossego e admirar o nascer do sol, no mar. Como curiosidade, dada a sua orientação, esta praia só recebe sol de manhã. Como infraestruturas, possui instalações sanitárias e parque de estacionamento.



* Centro Ambiental do Priolo
O Centro Ambiental do Priolo é um centro de interpretação desenvolvido pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves em parceria com a Secretaria Regional dos Recursos Naturais e a Direção Regional de Recursos Florestais, no âmbito do projeto LIFE-Priolo. Este Centro visa contribuir para o conhecimento do Priolo e a preservação do seu habitat, a floresta Laurissilva, assim como sobre todas as ações de conservação que têm sido realizadas, no âmbito do Projeto Life Priolo e Life Laurissilva Sustentável, para a conservação desta espécie e do seu habitat.




< Voltar à página anterior


 

INÍCIORENOVAÇÃO CETSCETSÁREAS PROTEGIDASAÇÕES DE CONSERVAÇÃOCENTROS DE INTERPRETAÇÃOMARCA PRIOLONOTÍCIAS

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE