Áreas Protegidas  |  Rede Natura 2000  |  Património Mundial UNESCO  |  Reservas da Biosfera  |  Geoparque Açores  |  RAMSAR  |  Envolvimento Internacional  |  Espécies e Habitats



Destaques
 
Parques Naturais dos Açores
 Mais »
Plano Setorial da Rede Natura 2000
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Planos de Gestão dos Parques Naturais de...
Marta Guerreiro afirma que a Casa dos Vu...
Portal Educar para o Ambiente e a Susten...
Marta Guerreiro afirma que a reabilitaçã...
 

Plano Regional de Erradicação e Controlo de Espécies de Flora Invasora em Áreas Sensíveis

O meio natural açoriano só conheceu a ação do homem há apenas cinco séculos.

Segundo as descrições, todas as ilhas eram cobertas de densas florestas constituídas, maioritariamente, por espécies endémicas -“fósseis vivos”- relacionadas com as famílias dominantes da flora europeia Terciária, parcialmente extinta durante as últimas glaciações.

Apesar de toda essa riqueza, existem graves ameaças à vegetação natural, tais como:

- Alteração e destruição de habitats naturais devido a distúrbios
antrópicos;
- Pisoteio e pastoreio dos herbívoros introduzidos;
- Invasão de espécies exóticas, introduzidas com várias finalidades, nomeadamente, proteção de culturas, silvicultura, ornamentação de jardins e estradas.

Nos Açores, o número de plantas exóticas introduzidas é relativamente elevado, sendo que, entre as 1002 espécies existentes, 690 foram introduzidas (68,9%).

Dessas espécies introduzidas, algumas são consideradas infestantes devido ao seu carácter invasor que altera e, muitas vezes, destrói a estrutura das comunidades naturais.

As principais espécies invasoras que, pela sua capacidade de regeneração, já ocupam áreas consideráveis em todas as ilhas são o Pittosporum undulatum (incenso), Hedychium gardnerianum (roca ou conteira), Arundo donax (cana) e Hydrangea macrophylla (hortênsia).

Embora estas espécies se encontrem em todo o arquipélago, verifica-se que algumas apresentam carácter invasor em algumas ilhas específicas. Por exemplo, a espécie Agave americana (babosa) é muito abundante em Santa Maria, a Solanum mauritianum (tabaqueira) é abundante em São Miguel e na Terceira, a Gunnera tinctoria a Leycesteria formosa e a Clethra arborea são muito frequentes e preocupantes em São Miguel.

Estas espécies são uma ameaça séria para a biodiversidade de muitas áreas de vegetação natural da Região. Neste sentido e atendendo às preocupações de proteção e conservação das autoridades competentes, a Direção Regional do Ambiente pretende desenvolver o “Plano Regional de Erradicação e Controlo de Espécies de Flora Invasora em Áreas Sensíveis”, definindo metodologias e estratégias eficazes de erradicação e de controlo das referidas espécies invasoras de acordo com a Proposta de Estratégia Europeia sobres Espécies Exóticas Invasoras, decidida na 23ª Reunião do Comité Permanente da Convenção de Berna, Estrasburgo, de 1 a 5 de Dezembro de 2003.

As plantas exóticas invasoras são reconhecidamente uma das principais ameaças ao meio natural, com enormes custos económicos e cujos efeitos diretos sobre os ecossistemas são:

- Competição com as espécies nativas;
- Hibridação;
- Mudanças nas características físicas e químicas do solo;
- Modificação dos habitats naturais;
- Propagação de pragas e doenças.

Este projeto de conservação ativa “in situ” complementa o Projecto Interreg IIIb “BASEMAC” e engloba-se dentro de uma estratégia de conservação “Ex Situ” em bancos de sementes macaronésicos.

Foi apresentada candidatura ao Projeto Interreg IIIb “LAURUS”, no valor de 428.170,00€, que engloba várias ações previstas neste projeto.

Anexos

Para mais informações, consulte os seguintes documentos:
- Relatório do projecto
- Anexo 1 - Fichas de caracterização de manchas com espécies exóticas e invasoras
- Anexo 2 - Calendarização
- Anexo 3 - Previsão orçamental
- Anexo 4 - Fichas de identificação das espécies invasoras

 

Numero de Visitantes
  430661  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 





 
 
 

  


 
 

HOMEQUEM SOMOSPROJETOS E AÇÕESCAMPANHASLEGISLAÇÃOLINKSCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2017 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE