Áreas Protegidas  |  Rede Natura 2000  |  Património Mundial UNESCO  |  Reservas da Biosfera  |  Geoparque Açores  |  RAMSAR  |  Envolvimento Internacional  |  Espécies e Habitats



Destaques
 
Parques Naturais dos Açores
 Mais »
Plano Setorial da Rede Natura 2000
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Conclusão Planos de Gestão Faial, Pico e...
Diretor Regional do Ambiente defende dis...
Parques Naturais dos Açores assinalam Di...
Vigilante da Natureza Júnior dos Açores ...
 

Plano Regional de Erradicação e Controlo de Espécies de Flora Invasora em Áreas Sensíveis

O meio natural açoriano só conheceu a ação do homem há apenas cinco séculos.

Segundo as descrições, todas as ilhas eram cobertas de densas florestas constituídas, maioritariamente, por espécies endémicas -“fósseis vivos”- relacionadas com as famílias dominantes da flora europeia Terciária, parcialmente extinta durante as últimas glaciações.

Apesar de toda essa riqueza, existem graves ameaças à vegetação natural, tais como:

- Alteração e destruição de habitats naturais devido a distúrbios
antrópicos;
- Pisoteio e pastoreio dos herbívoros introduzidos;
- Invasão de espécies exóticas, introduzidas com várias finalidades, nomeadamente, proteção de culturas, silvicultura, ornamentação de jardins e estradas.

Nos Açores, o número de plantas exóticas introduzidas é relativamente elevado, sendo que, entre as 1002 espécies existentes, 690 foram introduzidas (68,9%).

Dessas espécies introduzidas, algumas são consideradas infestantes devido ao seu carácter invasor que altera e, muitas vezes, destrói a estrutura das comunidades naturais.

As principais espécies invasoras que, pela sua capacidade de regeneração, já ocupam áreas consideráveis em todas as ilhas são o Pittosporum undulatum (incenso), Hedychium gardnerianum (roca ou conteira), Arundo donax (cana) e Hydrangea macrophylla (hortênsia).

Embora estas espécies se encontrem em todo o arquipélago, verifica-se que algumas apresentam carácter invasor em algumas ilhas específicas. Por exemplo, a espécie Agave americana (babosa) é muito abundante em Santa Maria, a Solanum mauritianum (tabaqueira) é abundante em São Miguel e na Terceira, a Gunnera tinctoria a Leycesteria formosa e a Clethra arborea são muito frequentes e preocupantes em São Miguel.

Estas espécies são uma ameaça séria para a biodiversidade de muitas áreas de vegetação natural da Região. Neste sentido e atendendo às preocupações de proteção e conservação das autoridades competentes, a Direção Regional do Ambiente pretende desenvolver o “Plano Regional de Erradicação e Controlo de Espécies de Flora Invasora em Áreas Sensíveis”, definindo metodologias e estratégias eficazes de erradicação e de controlo das referidas espécies invasoras de acordo com a Proposta de Estratégia Europeia sobres Espécies Exóticas Invasoras, decidida na 23ª Reunião do Comité Permanente da Convenção de Berna, Estrasburgo, de 1 a 5 de Dezembro de 2003.

As plantas exóticas invasoras são reconhecidamente uma das principais ameaças ao meio natural, com enormes custos económicos e cujos efeitos diretos sobre os ecossistemas são:

- Competição com as espécies nativas;
- Hibridação;
- Mudanças nas características físicas e químicas do solo;
- Modificação dos habitats naturais;
- Propagação de pragas e doenças.

Este projeto de conservação ativa “in situ” complementa o Projecto Interreg IIIb “BASEMAC” e engloba-se dentro de uma estratégia de conservação “Ex Situ” em bancos de sementes macaronésicos.

Foi apresentada candidatura ao Projeto Interreg IIIb “LAURUS”, no valor de 428.170,00€, que engloba várias ações previstas neste projeto.

Anexos

Para mais informações, consulte os seguintes documentos:
- Relatório do projecto
- Anexo 1 - Fichas de caracterização de manchas com espécies exóticas e invasoras
- Anexo 2 - Calendarização
- Anexo 3 - Previsão orçamental
- Anexo 4 - Fichas de identificação das espécies invasoras

 

Numero de Visitantes
  744425  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 





 
 
 

  




 

HOMEQUEM SOMOSPROJETOS E AÇÕESCAMPANHASLEGISLAÇÃOLINKSCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE