Áreas Protegidas  |  Rede Natura 2000  |  Património UNESCO  |  Reservas Biosfera  |  Geoparque Açores  |  RAMSAR  |  Envolvimento Internacional  |  Espécies e Habitats



Destaques
 
Planos de Ação das Reservas da Biosfera de Corvo, Flores, Graciosa e Fajãs de São Jorge | Consulta Pública
 Mais »
Planos de Gestão das Áreas Terrestres dos Parques Naturais das Ilhas de São Miguel, Pico e Faial | Discussão Pública
 Mais »
Parques Naturais dos Açores
 Mais »
Plano Setorial da Rede Natura 2000
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Governo dos Açores realiza dois novos cu...
Marta Guerreiro salienta voluntariado am...
Professor Rivas Martinez
GRA reforça corpo de VN
 

05-06-2020

Governo dos Açores atribui 28 prémios de excelência no programa ‘Eco Freguesia 2019’


A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo realçou hoje a atribuição de 28 prémios de excelência no âmbito do programa ‘Eco-Freguesia, Freguesia Limpa 2019’, com representatividade em todas as ilhas do arquipélago, sendo um no Corvo, um nas Flores, sete no Faial, dois no Pico, um em São Jorge, um na Graciosa, sete na Terceira, cinco em São Miguel e três em Santa Maria.

“Esta é uma atribuição que fazemos desde 2014, ano a partir do qual foram instituídos os Prémios de Excelência, enquanto justo reconhecimento do papel desempenhado pelo Poder Local, que fazemos questão de assinalar, enfatizando a importância de criar relações estáveis e transparentes com as autarquias, neste caso particular com as freguesias, sempre na prossecução do interesse público”, frisou Marta Guerreiro, que falava em Ponta Delgada na sessão de entrega dos Prémios de Excelência, que decorreu, em simultâneo, em todas as ilhas do arquipélago, através de uma transmissão online.

Este prémio é uma distinção às freguesias que se destacaram pelo desempenho em cada uma das suas ilhas, ao terem obtido a pontuação máxima na generalidade dos critérios de avaliação, designadamente no esforço de limpeza e de manutenção.

Para a titular da pasta do Ambiente, “premiar o desempenho e distinguir a excelência é, não só reconhecer o esforço das populações e dos seus órgãos autárquicos, mas também incentivar a continuidade das ações de manutenção e limpeza dos espaços públicos, rumo a uma mudança efetiva de comportamentos”.

Na mesma cerimónia foram entregues a 37 freguesias os kits do projeto ‘A Minha Ribeira’ referentes ao programa ‘Eco-Freguesia, Freguesia Limpa' de 2020, correspondentes às melhores candidaturas, num investimento de 62 mil euros.

“Entregamos a cada freguesia uma roçadeira a bateria, numa ação que pretende, de forma simbólica, evocar a importância da descarbonização e da substituição gradual dos motores de combustão, seja na mobilidade, seja nos equipamentos que usamos no dia-a-dia, como as motosserras (entregues no ano passado) ou as roçadeiras que hoje vos são entregues”, sublinhou Marta Guerreiro.

Na edição deste ano do programa estão inscritas 139 freguesias, sendo que as candidaturas apresentadas aos projetos específicos ‘A Minha Ribeira’ e ‘Costa Limpa’ abrangem a intervenção em 205 quilómetros de linhas de água e 161 quilómetros de costa, respetivamente, num valor global de 462.500 euros de apoio financeiro.

Marta Guerreiro deixou uma mensagem aos participantes no programa pelo “empenho na salvaguarda” do património ambiental em cada uma das nove ilhas, “tornando-o preservado e visitável, em especial nestas circunstâncias particulares que vivemos, numa ocasião que tem ainda maior importância por comemorarmos o Dia Mundial do Ambiente”.

Na sua intervenção, a governante citou alguns trechos da Declaração de Estocolmo de 1972, que faz dessa Convenção das Nações Unidas um marco na forma de encarar a relação do Homem com o Ambiente, sendo declarado a data de 5 de junho como Dia Mundial do Ambiente.

“Chegámos a um ponto na História em que devemos moldar as nossas ações em todo o mundo com mais atenção às consequências que estas podem ter para o Ambiente. Por ignorância ou indiferença, podemos causar danos imensos e irreversíveis ao ambiente do planeta, do qual depende a nossa vida e bem-estar”, afirmou.

No atual contexto que se vive, a Secretária Regional referiu que “as alterações verificadas no quotidiano têm reflexos e impactes ambientais.”, destacando que “as alterações dos dois últimos meses também o tiveram”.

“Mas cá estamos, e estaremos , enfrentando sempre os desafios desta ‘nova normalidade’ e continuando a promover as boas práticas, enquanto fator de progresso e sustentabilidade”, reforçou Marta Guerreiro.

Autor: GaCS/HMB

Numero de Visitantes
  858961  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 





 
 
 

  




 

HOMEQUEM SOMOSPROJETOS E AÇÕESCAMPANHASLEGISLAÇÃOLINKSCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2020 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE