Áreas Protegidas  |  Rede Natura 2000  |  Património Mundial UNESCO  |  Reservas da Biosfera  |  Geoparque Açores  |  RAMSAR  |  Envolvimento Internacional  |  Espécies e Habitats



Destaques
 
Parques Naturais dos Açores
 Mais »
Plano Setorial da Rede Natura 2000
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Vigilante da Natureza Júnior dos Açores ...
Candidaturas aos prémios “Espírito Verde...
Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do ...
Parques Naturais dos Açores assinalam a ...
 

Madalena 09-07-2019

Vasco Cordeiro inaugura 'Casa dos Vulcões' que promove património geológico dos Açores e reforça oferta turística do Pico


O Presidente do Governo inaugurou hoje a 'Casa dos Vulcões', um novo Centro Ambiental que representou um investimento de cerca de dois milhões de euros destinado a promover o património geológico da Região e que vem reforçar a oferta disponibilizada pelo Pico aos Açorianos e a quem visita esta ilha.

“Abrir as portas de mais um novo Centro Ambiental é motivo de satisfação para o Governo dos Açores, por tudo aquilo que permite ao nível da divulgação do nosso património natural e cultural, mas também por aquilo que representa de reforço da capacidade de atração de cada uma das nossas ilhas, no caso concreto do Pico, em termos da oferta que disponibiliza a quem nos visita e a quem vive na nossa Região”, afirmou Vasco Cordeiro.

No segundo dia da visita estatutária ao Pico, o Presidente do Governo adiantou que esta nova infraestrutura, que recuperou dois antigos armazéns, pretende, assim, aproveitar o grande potencial relacionado com a geodiversidade, que “tem de ser preservado, mas também promovido e conhecido, porque esta é também uma condição fundamental para a sua sustentabilidade”.

“Por outro lado, estes espaços constituem-se como importantes polos de animação ambiental e turística, qualificadores do nosso destino turístico e promotores de um modelo de desenvolvimento socioeconómico sustentável que preconizamos para as nossas nove ilhas”, defendeu Vasco Cordeiro.

A 'Casa dos Vulcões' passa a integrar a Rede de Centros Ambientais dos Açores, a partir de agora com 23 espaços em todas as ilhas, e que, de ano para ano, regista uma procura crescente, tendo recebido quase 400 mil visitantes em 2018, um aumento significativo face aos cerca de 67 mil visitantes registados em 2012 nas estruturas existentes nesta altura.

“Esse crescimento evidencia bem a importância destes espaços enquanto lugares pensados para as pessoas e para o seu enriquecimento, ao disponibilizarem um conjunto de elementos assentes na autenticidade dos valores naturais e culturais de cada uma das ilhas, também como produto turístico que temos para oferecer a quem nos visita”, sublinhou o Presidente do Governo.

Segundo disse, a ilha do Pico, como, aliás, se verifica nas restantes do arquipélago, tem sabido bem aproveitar o bom desempenho que, todos os anos, se tem registado no setor turístico, como evidenciam os números que comprovam um crescimento consolidado ao longo do tempo.

“O crescimento de 17% das dormidas na ilha do Pico, nas três principais tipologias de alojamento, no decorrer do primeiro quadrimestre de 2019, constitui um bom incentivo e um sinal encorajador de que a dinâmica turística desta ilha está a permitir atenuar a sazonalidade, com melhor distribuição das receitas ao longo do ano e, logo, também maior capacidade para estabilidade laboral”, salientou Vasco Cordeiro.

De acordo com o Presidente do Governo, esta evolução positiva não se deve apenas a um fator isolado, mas sim ao desenvolvimento de uma parceria consolidada ao longo do tempo entre entidades públicas e entidades privadas e que tem conduzido à estruturação de produtos, ao reforço da notoriedade e à qualidade dos serviços que se disponibilizam nesse âmbito.

Um crescimento que se verifica, não só no Pico, mas ao nível da Região, que registou um “excelente crescimento superior a 17% nas dormidas nas três principais tipologias de alojamento nos primeiros quatro meses deste ano, depois de um crescimento, em 2018, superior a 7%”, sublinhou.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro considerou ainda que estes dados constituem um “sinal claro daquela que é uma estratégia que, paulatinamente, vai produzindo os seus resultados”, mas alertou para a necessidade de evitar que estes números criem ilusões.

“Temos desafios de consolidação, de qualificação e de criação de valor. Temos cada vez mais de criar valor em que, exatamente pela criação desse valor, e não pela quantidade de visitantes, sejamos capaz de dar dimensão e sustentabilidade económica a este setor”, preconizou.

A 'Casa dos Vulcões' pretende ser um ponto de partida para a exploração e conhecimento deste património geológico, dotando a ilha do Pico de um Centro de Interpretação que lhe dê o devido destaque, em complemento do apoio à visitação proporcionado pela Casa da Montanha, que está em fase final de beneficiação e ampliação.

A proximidade do novo espaço com o edifício sede do Parque Natural do Pico e com o Centro de Interpretação da Paisagem da Cultura da Vinha constitui também uma significativa ampliação das valências existentes no Núcleo do Lajido de Santa Luzia, possibilitando uma mais vasta e integrada utilização deste valioso conjunto.

Em termos expositivos, a Casa dos Vulcões contará com uma exposição permanente idealizada tendo por base um conjunto de módulos que contam a história dos vulcões dos Açores e do mundo e a formação do Universo.

Em geral, existe uma exposição interativa e muito sensorial, assente na tecnologia, no rigor científico e na qualidade na apresentação dos conteúdos expostos, apresentando também uma área educativa – o Cantinhos dos Vulcões –, que faz com que seja não apenas um centro de interpretação orientado para os turistas e público em geral, mas também um espaço de conhecimento e aprendizagem dirigido aos mais novos.

Autor: GaCS/PC

Numero de Visitantes
  734551  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 





 
 
 

  




 

HOMEQUEM SOMOSPROJETOS E AÇÕESCAMPANHASLEGISLAÇÃOLINKSCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE