Áreas Protegidas  |  Rede Natura 2000  |  Património Mundial UNESCO  |  Reservas da Biosfera  |  Geoparque Açores  |  RAMSAR  |  Envolvimento Internacional  |  Espécies e Habitats



Destaques
 
Parques Naturais dos Açores
 Mais »
Plano Setorial da Rede Natura 2000
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Conclusão Planos de Gestão Faial, Pico e...
Diretor Regional do Ambiente defende dis...
Parques Naturais dos Açores assinalam Di...
Vigilante da Natureza Júnior dos Açores ...
 

Horta 16-03-2012

Secretaria Regional do Ambiente e do Mar colabora no 7.º Censo dos Milhafres dos Açores


Foto Dr. Pedro Rodrigues - Portal da Biodiversidade dos Açores

Com exceção do Grupo Ocidental, onde não existem milhafres, decorre, nos próximos dias 24 e 25 de Março, o 7.º Censo dos Milhafres, sob coordenação da SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves) e que contará com a colaboração do Governo Regional dos Açores, através da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar.

O Milhafre ou Queimado, como é conhecido em muitas ilhas, Buteo buteo rothschildi (Swang 1919), é a única ave de rapina diurna endémica dos Acores. É comum vê-la poisada nos postes e fios à espera de presas ou planando sobre a paisagem, emitindo um característico e prolongado “miado”.

O milhafre nidifica em ninhos volumosos, construídos em árvores de grande porte ou em ravinas, onde poem geralmente 2 a 3 ovos. A época de reprodução vai de Abril a Setembro, a incubação dura cerca de 4 dias e as crias, na 8.ª semana de vida, dão os primeiros voos.

O Milhafre encontra-se protegido pela Convenção de Berna - Convenção sobre a Vida Selvagem e os Habitats Naturais na Europa e pela Convenção de Washington também conhecida por CITES - Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção, e ainda, a nível regional, pelo Regime Jurídico da Conservação da Natureza e da Proteção da Biodiversidade, recentemente aprovado pela Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

O Censo do Milhafre permite monitorizar o estado de conservação desta importante espécie do património natural dos Açores, sendo fundamental para a elaboração das estratégias de conservação e de gestão dos parques naturais.

A Secretaria Regional do Ambiente e do Mar colabora nesta ação disponibilizando o Corpo de Vigilantes da Natureza nas diversas ilhas dos Açores e convida todos os amantes da natureza a participarem neste evento, que mais não é que um modo agradável e profícuo de disfrutar da natureza em família, proporcionando aos mais jovens a experiência impar, de “serem cientistas por um dia” contribuindo para um melhor conhecimento desta ave, com profundo significado na história dos Açores, estando representada na heráldica da Região.


Numero de Visitantes
  745684  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 





 
 
 

  




 

HOMEQUEM SOMOSPROJETOS E AÇÕESCAMPANHASLEGISLAÇÃOLINKSCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE