Áreas Protegidas  |  Rede Natura 2000  |  Património Mundial UNESCO  |  Reservas da Biosfera  |  Geoparque Açores  |  RAMSAR  |  Envolvimento Internacional  |  Espécies e Habitats



Destaques
 
Parques Naturais dos Açores
 Mais »
Plano Setorial da Rede Natura 2000
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Conclusão Planos de Gestão Faial, Pico e...
Diretor Regional do Ambiente defende dis...
Parques Naturais dos Açores assinalam Di...
Vigilante da Natureza Júnior dos Açores ...
 

Açores 15-03-2012

Governo dos Açores promove ações de erradicação de flora invasora


Gunnera tinctoria (Molina) Mirbel

A preservação da natureza e da biodiversidade é, desde há muito,  uma das prioridades do Governo dos Açores que, para o efeito, assegura a promoção de ações consertadas para a recuperação e gestão dos espaços naturais do arquipélago. Neste contexto, a Secretaria Regional do Ambiente e do Mar irá desenvolver, a curto trecho, 23 ações de erradicação e controlo de espécies exóticas invasoras, em todas as ilhas dos Açores.
 
Os planos estratégicos e operacionais “PRECEFIAS” e “MAIS ENDÉMICAS-PLANTAR O FUTURO” são dois instrumentos complementares que têm como objetivo comum a melhoria do estado de conservação das espécies e habitats dos Açores, com influência direta na recuperação da paisagem açoriana. As ilhas Açorianas eram cobertas de densas florestas constituídas maioritariamente, por espécies endémicas relacionadas com as famílias dominantes da Flora Europeia terciária, parcialmente extinta durante as últimas glaciações. Esta Flora apresenta uma grande vulnerabilidade às catástrofes naturais mas, principalmente, às ameaças originadas pelo Homem, em particular à introdução, voluntária ou involuntária, de espécies exóticas.
 
A globalização causou um incremento da circulação de pessoas e bens tornando possível a ligação entre quaisquer dois pontos distantes do planeta em poucas horas ou dias, facilitando o comércio, as viagens e o turismo numa escala global. Este facto originou um fácil acesso a espécies exóticas que, pela sua beleza, originalidade ou utilidade comercial, foram introduzidas, muitas vezes com a melhor das intenções, em ambientes completamente diferentes, onde, por um lado, podem encontrar condições propícias ao seu desenvolvimento, por outro, não encontrando inimigos ou pragas naturais que controlem a sua proliferação, tornam-se uma ameaça real para os ecossistemas naturais.
 
O “PRECEFIAS - Plano Regional de Erradicação e Controlo de Espécies de Flora Invasoras em Áreas Sensíveis”, que visa o controlo dessas espécies em todas as ilhas do arquipélago, tem vindo a ser implementado desde 2004, num investimento de cerca de um milhão e meio de Euros (1.500.000,00), apresentando-se como pioneiro no que respeita ao planeamento de ações de controlo de 27 espécies exóticas invasoras nas áreas Protegidas dos Açores.
 
A erradicação e controlo das espécies invasoras é uma tarefa fundamental e prioritária, mas que só se tornará eficaz se for acompanhada por ações de recuperação e monitorização dos habitats degradados, reintroduzindo as espécies naturais, evitando-se novas invasões.
 
O plano “Mais Endémicas – Plantar o Futuro” tem como objetivo a valorização das espécies da flora e da fauna endémica dos Açores. No caso concreto da flora, pretende-se no âmbito deste projeto, promover a propagação de plantio para recuperação dos habitats após o combate a espécies de flora invasora, bem como inventariação e apuramento do estado de um conjunto de espécies de plantas em vias de extinção.
 
Esta gestão ativa e continuada dos recursos naturais dos Açores é imperativa para garantir os objetivos de conservação a longo-prazo, cumprindo com os compromissos assumidas com a CE e outros organismo internacionais, garantindo assim que as gerações vindouras possam usufruir da beleza natural dos nossos recursos naturais, mas também dos importantes recursos ambientais que nos oferecem, ar puro, água (qualidade e quantidade), mitigação das alterações climáticas (através da fixação de CO2).
 
O Governo Dos Açores está ciente de que sem o contributo voluntário da população o combate às espécies exóticas é uma batalha difícil de ganhar, pois só com a consciencialização de cada um é possível evitar a proliferação dessas espécies.
 
Quem encontrar uma espécie que não conheça esteja atento ao seu desenvolvimento e informe o Parque Natural da sua Ilha, que tomará as previdências necessárias para o seu controlo, incluindo a sua inclusão na base de dados da biodiversidade.
 
Só com o empenho de todos é que será possível que os Açores continuem a ser um dos melhores sítios do mundo para viver.


Numero de Visitantes
  744907  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 





 
 
 

  




 

HOMEQUEM SOMOSPROJETOS E AÇÕESCAMPANHASLEGISLAÇÃOLINKSCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE