Destaques
 
Alteração do Plano Regional da Água da Região Autónoma dos Açores
 Mais »
Plano de Gestão da Região Hidrográfica Açores 2016-2021
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Participação Pública | Questões Signific...
Avaliação do estado dos cursos de água n...
Relatório do Estado das Ribeiras dos Aço...
Avaliação Intercalar do Programa de Medi...
 
A Praça em Portugal - Açores: Inventário de Espaço Público

Lamas, J., Coelho, C.D., Fernandes, S., Proença, S., Costa, J.P., Silva, J., Bento, P., Bicheiro, A., Branco, A., Silva, C., Mateus, D., Calado, M., Carvalho, G. (2005) - A Praça em Portugal - Açores: Inventário de Espaço Público. Ed. Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, Direcção Regional do Ordenamento do Território e dos Recursos Hídricos, 343p.


Resumo

A realização do estudo de inventariação e caracterização dos espaços públicos dos Açores surgiu de uma proposta feita pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa à Direcção Regional do Ordenamento do Território e dos Recursos Hídricos, tendo resultado na publicação do livro intitulado “A Praça em Portugal – Açores – Inventário do Espaço Público”.

Este estudo teve como principal objectivo tratar a representação das mais importantes praças, enquanto uma das tipologias de espaço urbano, realçando a diversidade de estruturas e enquadramento das praças açorianas nas suas especificidades morfológicas, históricas e culturais, contribuindo para a divulgação do conhecimento sobre as estruturas urbanas e para a sensibilização da sociedade para a riqueza patrimonial dos espaços públicos dos Açores.

A praça é considerada, neste trabalho, como um recinto ou lugar especial, onde se concentram os principais edifícios e monumentos, e não apenas um vazio na estrutura urbana. A praça é aqui entendida como um elemento básico da criatividade do desenho urbano e da arquitectura.

Com o resultado do trabalho de recolha, restituição gráfica e ilustração das principais praças açorianas, pretendeu-se constituir um conjunto representativo da sua diversidade tipológica, estado de evolução, dimensões e utilização desta categoria de espaço público. Salienta-se que, os espaços abordados neste estudo integram o tecido urbano em que se inserem e, como elemento urbano, detêm uma relação hierárquica formal e funcional com os outros elementos que o compõem, pelo que a análise efectuada teve em conta o contexto, sendo os espaços abordados como parte de um todo urbano.

O caso específico dos Açores, pelo seu processo de urbanização encetado a partir do século XV, apresenta características muito particulares. Aqui não encontramos espaços com a complexidade de sucessivas sedimentações, mas estamos perante os modelos urbanos mais puros e em vários estados de evolução.

A praça é representada através de elementos desenhados, como plantas à escala 1:1000 e perfis à escala 1:500, bem como de um conjunto de fotografias e acompanhada de textos sintéticos, que abordam o núcleo urbano do ponto de vista histórico e da sua caracterização morfológica, e o espaço caracterizando a sua morfologia, génese e principais usos.

.

Numero de Visitantes
  2570210  
Pesquisa
 
 
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 

  











 

HOMEPLANEAMENTOGESTÃOLICENCIAMENTOMONITORIZAÇÃOPROJETOSSISTEMAS DE INFORMAÇÃOLEGISLAÇÃOPUBLICAÇÕESCONTACTOS

©2004-2020 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE