FREGUESIAS  |  TRADIÇÃO E PRODUTOS TÍPICOS  |  ONDE DORMIR  |  ONDE COMER  |  O QUE FAZER  |  ITINERÁRIOS  |  COMO CHEGAR
1
Últimos conteúdos
 
Conferência EUROPARC 2017 - Montanhas Má...
Governo dos Açores abre nova fase de can...
III Fórum 2016 Notícia
III Fórum 2016
 
Destaques
 
Conferência EUROPARC 2017 - Montanhas Mágicas
 Mais »
III Fórum de Renovação da Carta Europeia de Turismo Sustentável
 Mais »
Agenda das Terras do Priolo - Outubro
 Mais »
Dia do Milho
 Mais »
 
Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies da Tronqueira e Planalto dos Graminhais


 

A Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies da Tronqueira e Planalto dos Graminhais tem uma área de 5373,30 ha e localiza-se no extremo este da ilha de São Miguel, o setor mais antigo da ilha.
Apresenta uma morfologia acidentada e erodida com ravinas profundamente encaixadas na paisagem, onde correm ribeiras de regime torrencial ou permanentes, destacando-se a Ribeira do Guilherme.

Nesta área protegida evidencia-se o Planalto dos Graminhais, que se desenvolve entre os 900 e os 950 m de altitude, ao longo do bordo norte do Vulcão da Povoação.

Ao nível dos habitats destaca-se a presença da floresta Laurissilva na zona da Tronqueira e de turfeiras florestadas na zona dos Graminhais.

    

Em termos florísticos, a floresta Laurissilva é assim designada pelo predomínio de espécies laurifólias, isto é, espécies arbóreas, perenifólias, de folhas grandes, glabras ou subglabras e coriáceas. Evidenciam-se o Louro (Laurus azorica), Cedro-do-mato (Juniperus brevifolia), Gingeira-brava (Prunus azorica) Faia-da-terra (Morella faya), Urze (Erica azorica), Uva-da-serra (Vaccinium cylindraceum), Folhado (Viburnum treleasei), Tamujo (Myrsine retusa) e Pau-branco (Picconia azorica).

A turfeira florestada, por apresentar condições edáficas particulares, nomeadamente o pH baixo e encharcamento ao longo do ano, tem uma composição florística diferente, com particular relevo para o Bracel-do-mato (Festuca francoi), Erva-caniça (Holcus rigidus), Junco (Juncus effusus), Polytrichum commune e o Musgão (Sphagnum sp.). A componente florestada é representada por Urze (Erica azorica), Uva-da-serra (Vaccinium cylindraceum) e Cedro-do-mato (Juniperus brevifolia).

      

No que se refere à fauna, o destaque vai para a presença do Priôlo (Pyrrhula murina), um passeriforme endémico dos Açores, outrora comum por toda a ilha de São Miguel, mas que devido à redução drástica da área da floresta Laurissilva, da atribuição de prémios de caça atribuídos no passado para a sua captura e ao prejuízo que causavam na produção da laranja, viram o seu efetivo populacional reduzido a cerca de 100 indivíduos, numa distribuição restrita a esta área. Atualmente, devido aos resultados positivos de dois projetos LIFE (LIFE Priolo e LIFE Laurissilva Sustentável), que tiveram como objetivo a restauração de habitat natural, a sua população está estimada em cerca de 800 casais.

Esta zona tem sido alvo de ações de conservação desde 2003. Estas ações incluíram a restauração ecológica de mais de 250 hectares de floresta Laurissilva, com eliminação da flora invasora e reflorestação com espécies nativas dos Açores, e quase 100 hectares de turfeira no Planalto dos Graminhais, com encerramento de drenagens e recuperação do fluxo hidrológico normal, eliminação de exóticas e construção de passadiços para evitar os efeitos negativos do pisoteio nos percursos pedestres. Estas áreas de intervenção podem ser observadas ao longo da estrada da Tronqueira e dos percursos pedestres ao Pico da Vara, permitindo a compreensão destes trabalhos e funcionando como um laboratório vivo de conservação da biodiversidade açoriana.

    

A Área Protegida para a Gestão de Habitats e Espécies da Tronqueira e Planalto dos Graminhais inclui os objetivos e os limites territoriais definidos pela Zona de Proteção Especial Pico da Vara/Ribeira do Guilherme, no âmbito da Rede Natura 2000, encontra-se classificada como Área Importante para Aves - IBA, pela Bird Life International e faz parte integrante do projeto Biótopo CORINE.

Esta área é atravessada por dois trilhos homologados que dão acesso ao cume do Pico da Vara, nomeadamente o PR7SMI - Algarvia Pico da Vara e o PR23SMI Povoação Pico da Vara, os quais permitem uma visão abrangente sobre toda a área classificada bem como sobre a Reserva Natural do Pico da Vara.

Para mais informação sobre esta área | Clique aqui


< Voltar às Áreas Protegidas


 

INÍCIORENOVAÇÃO CETSCETSÁREAS PROTEGIDASAÇÕES DE CONSERVAÇÃOCENTROS DE INTERPRETAÇÃOMARCA PRIOLONOTÍCIAS

©2004-2018 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE