Índice de Conteúdos  |  PRAC  |  Avaliação Ambiental  |  Licenciamento Ambiental  |  PRTR  |  EMISSÕES ATMOSFÉRICAS  |  Qualidade do Ar Ambiente  |  Térmitas  |  Ruído  |  Extracção de Inertes



Destaques
 
Inventário Regional de Emissões de Poluentes Atmosféricos - IRERPA
 Mais »
Relatórios da Qualidade do Ar
 Mais »
Relatórios do Estado do Ambiente
 Mais »
Relatórios de Implementação do PRTR na RAA
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
IRERPA2018
Relatório da Qualidade do Ar 2018
DIA Terminal Contentores P Vitória
Cais de Contentores Praia da Vitória
 

Emissões para a Atmosfera


                   

O acompanhamento das emissões de poluentes atmosféricos por fontes fixas, bem como a definição das condições e regimes de monitorização que lhes são aplicáveis, são atualmente definidos  Decreto Legislativo Regional n.º 32/2012/A, de 13 de julho, onde é estabelecido o regime jurídico da qualidade do ar e da proteção da atmosfera. Encontrando-se no capítulo IV uma secção para a prevenção e controlo das emissões de poluentes para a atmosfera, visando a proteção do recurso natural ar, estipulando as medidas, procedimentos e obrigações das instalações abrangidas que possuam fontes de emissão.

Este diploma regional estabelece a obrigatoriedade do operador proceder ao autocontrolo das emissões sujeitas a Valores Limite de Emissão (VLE) e comunicar os resultados obtidos (relatórios de autocontrolo), de acordo com o regime de monitorização aplicável.

Estão abrangidas por este regime legal  todas as fontes de emissão de poluentes atmosféricos associadas a (n.º 2 do art.º 2º):
  • atividades industriais;
  • produção de eletricidade e/ou vapor;
  • manutenção e reparação de veículos;
  • pesquisa e exploração de massas minerais;
  • instalações de combustão integradas em estabelecimentos industriais, comerciais ou de serviços (prestação de cuidados de saúde, de ensino e instituições do Estado;
  • atividades de armazenagem de combustíveis.
Ficam excluídas todas as fontes de emissão gasosa associadas (n.º 3 do art.º 2.º):
  • instalações de combustão com potência térmica nominal igual ou inferior a 200 kW térmicos;
  • geradores de emergência (na aceção da alínea jjj) do art.º 3.º);
  • sistemas de ventilação (na aceção da alínea ssss) do art.º 3.º);
  • instalações utilizadas exclusivamente para investigação, desenvolvimento ou experimentação de novos produtos ou processos.
Para mais informações consulte os links abaixo:

      Perguntas Frequentes

Outros assuntos:


Numero de Visitantes
  879067  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 

 

 


23 de julho de 2019

Muito Bom








 
 

HOMEMISSÃOCONSULTAS PÚBLICASLEGISLAÇÃOBIBLIOTECA DIGITALPERGUNTAS FREQUENTESLINKSCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE