Proteção Radiológica  |  PRAC  |  Avaliação Ambiental  |  Licenciamento Ambiental  |  PRTR  |  Emissões Atmosféricas  |  Qualidade do Ar Ambiente  |  Térmitas  |  Ruído  |  Extracção de Inertes



Destaques
 
Inventário Regional de Emissões de Poluentes Atmosféricos - IRERPA
 Mais »
Relatórios da Qualidade do Ar
 Mais »
Relatórios do Estado do Ambiente
 Mais »
Relatórios de Implementação do PRTR na RAA
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Consulta pública do Estudo de Impacte Am...
Práticas envolvendo exposições não médic...
Práticas envolvendo exposições médicas -...
IRERPA 2019
 

Horta 20-09-2019

Inventário Regional de Emissões - IRERPA 2019


A elaboração do Inventário Regional de Emissões por Fontes e Remoções por Sumidouros de Poluentes Atmosféricos (IRERPA 2019), com dados relativos a 2017, seguiu as metodologias oficiais definidas pelo IPCC e adotadas pela Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas. Para este exercício definiram-se cinco setores: (1) Energia, (2) Processos Industriais, (2) Agricultura, (4) Usos do solo e Florestas e (5) Resíduos e Águas Residuais.

As emissões na RAA em 2017 totalizaram 1,8 Mt CO2eq., tendo o setor Uso de Solo e Florestas sido responsável por um sequestro líquido de cerca de 0,71 Mt CO2eq., o que coloca as emissões líquidas da RAA em 1,09 Mt CO2eq.

O perfil de emissões por setor mantém-se razoavelmente estável entre 1990 e 2017, com o setor de energia a representar um pouco mais de 50% das emissões. O setor Agricultura é o que mais cresceu (+82,7% desde 1990) e aumentou em consequência o seu peso no total de emissões.

O perfil de emissões por gás de efeito de estufa mantém-se também razoavelmente estável, com o Dióxido de Carbono (CO2) a representar 51,7% das emissões e é também o que mais cresceu (+67,4% desde 1990), tendo aumentado, em consequência, o seu peso no total de emissões. O gás menos expressivo é o Óxido Nitroso, que representa cerca de 11,5% das emissões.

Fazendo a comparação com os totais nacionais (77,8 Mt CO2eq), verifica-se que a RAA representa 1,4% das emissões totais nacionais. O perfil de emissões é, no entanto, bastante distinto, sendo as principais diferenças uma predominância na RAA muito mais marcada do Agricultura e uma quase ausência do setor Processos Industriais. Essas diferenças setoriais têm também expressão no perfil de emissões por gás, isto é, o peso de metano na RAA é substancialmente superior ao total nacional.

Autor: DSQA

Numero de Visitantes
  912182  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 

 

 


14 de novembro de 2019

Muito Bom








 
 

HOMEMAPA DE SITEMISSÃOCONSULTAS PÚBLICASLEGISLAÇÃOBIBLIOTECA DIGITALPERGUNTAS FREQUENTESCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE