AGROCRÉDITO
Destaques
 
Sessão de Esclarecimento Xylella fastidiosa
 Mais »
Sessão de Esclarecimentos
 Mais »
Regulamento da Venda de Uvas S.D.A.S.M.
 Mais »
Associativismo no Setor Agrícola
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Regulamento Venda Uvas SDASM
Açores Madeira e Canárias defendem refor...
Promover o bem-estar e combater o abando...
Governo dos Açores quer agilizar a análi...
 

Velas 24-01-2019

Programa POSEI é essencial para o desenvolvimento da agricultura nos Açores, afirma João Ponte


O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou, em São Jorge, que o programa POSEI é um instrumento essencial para continuar a promover o desenvolvimento da agricultura nos Açores e a preparar o setor para melhor enfrentar os desafios do futuro.

“As verbas do POSEI têm servido para alavancar o desenvolvimento da agricultura nos Açores, contribuindo, por essa via, para aumentar o rendimento dos agricultores e a competitividade das explorações agrícolas, pelo que estamos perante um instrumento de grande importância para os agricultores da Região”, frisou João Ponte. 

O governante, que falava quarta-feira na apresentação das alterações do POSEI para 2019, considerou que a Região já deu provas de que utiliza de forma correta e reprodutiva as ajudas recebidas no âmbito deste programa, reclamando que no próximo Quadro Comunitário de Apoio haja um reforço financeiro para este programa.

João Ponte salientou que, nos últimos anos, tem sido feito um grande trabalho de reajustamento constante das ajudas do POSEI, em total articulação com os agricultores e as suas organizações representativas, nomeadamente a Federação Agrícola dos Açores, para dar resposta às necessidades da produção, em função das dinâmicas do setor e em benefício dos produtores.

O Secretário Regional referiu, como exemplo, que, em 2017, a receita bruta da produção de leite em São Jorge representou cerca de 8,2 milhões de euros, a venda de queijo pelas cooperativas 12 milhões de euros e as ajudas do POSEI e PRORURAL+ cerca de 9,4 milhões de euros.

“Nas últimas três décadas, São Jorge aumentou a sua produção de leite em mais de 200%, passando de uma produção anual inferior a 14 milhões de litros para cerca de 30 milhões”, indicou João Ponte, para dar conta da importância económica deste setor para a economia da ilha.

Também no setor da carne se tem registado um grande dinamismo, adiantando João Ponte que há dois anos foram abatidos em São Jorge 2.277 animais e em 2018 esse número aumentou para 4.000 animais.

Autor: GaCS/RM

Numero de Visitantes
  359421  
<Agosto de 2019>
segterquaquisexsábdom
2930311234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930311
2345678
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 
 
 

HOMEINFORMAÇÃOLEGISLAÇÃOAVISOSPRODUTOS CERTIFICADOSMANUAISESTUDOSESTATÍSTICAFORMULÁRIOSEVENTOSCONTACTOS

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE