AGROCRÉDITO
Destaques
 
Sessão de Esclarecimento Xylella fastidiosa
 Mais »
Sessão de Esclarecimentos
 Mais »
Regulamento da Venda de Uvas S.D.A.S.M.
 Mais »
Associativismo no Setor Agrícola
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
Regulamento Venda Uvas SDASM
Açores Madeira e Canárias defendem refor...
Promover o bem-estar e combater o abando...
Governo dos Açores quer agilizar a análi...
 

Lagoa 16-11-2018

Vasco Cordeiro destaca trabalho de parceria que fez da agricultura dos Açores uma referência nacional


O Presidente do Governo destacou hoje a importância que a agricultura dos Açores apresenta no setor a nível nacional, apontando o caso concreto do peso das produções açorianas de leite, de carne e de queijo no conjunto da produção nacional.

No âmbito da visita de trabalho do Governo a São Miguel, Vasco Cordeiro visitou o Centro de Engorda e Acabamento de Bovinos da Cooperativa União Agrícola, criado em 2008, que possui atualmente cerca de 1.000 animais, a grande maioria da raça de carne Angus.

“Só este centro fornece entre 20 a 25 por cento da carne Angus comercializada por um dos principais grupos de distribuição nacional. No leite, produzimos cerca de 36 por cento do leite nacional. No queijo, chegamos aos 50 por cento”, afirmou o Presidente do Governo.

Perante estes dados concretos, a Região assume-se como “um dos grandes parceiros nacionais no âmbito do setor agrícola”, destacou o Vasco Cordeiro, ao salientar que cabe ao Governo criar “alicerces cada vez mais sólidos para o desenvolvimento desta atividade e do rendimento dos agricultores”.

Após a visita ao empreendimento da Cooperativa União Agrícola, o Presidente do Governo sublinhou, assim, a importância do Programa de Incentivo de Cruzados, que permite aos produtores uma valorização dos efetivos bovinos com vista ao aumento do seu rendimento.

Outra componente desta estratégia tem a ver com capacitação da rede de abate regional para dar “resposta ao movimento muito evidente de grande diminuição da exportação de gado vivo e de aumento da exportação em carcaça”, disse.

Em 2007, saíram da ilha de São Miguel cerca de 17 mil animais vivos, enquanto em 2017 foram exportados apenas 200 vivos.

No ano passado foram abatidos mais de 67 mil animais na Região e, desse total, mais de 55 por cento foi para exportação.

“Este é o caminho certo nesta parceria que se estabelece entre a capacidade de cada agricultor, na gestão da sua exploração, jogar com todos estes dados que valorizem o seu rendimento, a intervenção de entidades como a Cooperativa União Agrícola na valorização deste processo, e do Governo, também, na disponibilização de uma rede regional de abate para dar a devida resposta” às necessidades do setor, salientou Vasco Cordeiro.

Nesse sentido, “estão a decorrer investimentos no Matadouro de São Miguel, já foi inaugurado o novo Matadouro do Faial, está em fase de conclusão o novo Matadouro da Graciosa e estamos a trabalhar no âmbito do Matadouro de São Jorge”, disse o Presidente do Governo.

Autor: GaCS/PC

Numero de Visitantes
  387614  
<Fevereiro de 2020>
segterquaquisexsábdom
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728291
2345678
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 
 
 

HOMEINFORMAÇÃOLEGISLAÇÃOAVISOSPRODUTOS CERTIFICADOSMANUAISESTUDOSESTATÍSTICAFORMULÁRIOSEVENTOSCONTACTOS

©2004-2020 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE