Prémio Cagarro D'Ouro  |  Artigos Científicos  |  Parceiros  |  Notícias  |  RESOURCES IN ENGLISH  |  Campanhas Cagarro noutras latitudes
<Dezembro de 2018>
segterquaquisexsábdom
262728293012
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31123456
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 

Atualizado em: 20-11-2018



 

Zeca Garro ... saber mais

Açores 25-11-2017

Campanha SOS Cagarro permitiu este ano salvar 2.800 aves nos Açores


Ponta Delgada, Açores, 25 nov (Lusa) - A campanha SOS Cagarro permitiu salvar este ano cerca de 2.800 cagarros em todo o arquipélago dos Açores, informou hoje o Governo Regional.

Segundo um comunicado do gabinete de comunicação do executivo, a campanha, que visa a proteção desta ave marinha, decorreu este ano entre 15 de outubro e 22 de novembro, contando com a realização de 450 brigadas SOS Cagarro, com cerca de 250 parceiros e mais de 3.000 pessoas, entre voluntários e público-alvo de ações de sensibilização.

Os dados da campanha SOS Cagarro 2017, a maior e mais antiga campanha de conservação ambiental dos Açores, revelam ainda “a anilhagem de mil aves" - que ajudam ao estudo e permitem confirmar se estas aves regressam ao arquipélago - e o registo de "128 cagarros mortos e 55 feridos".

No encerramento de mais uma edição, que decorreu na sexta-feira à noite nas Lajes, na ilha do Pico, o diretor regional dos Assuntos do Mar alertou para a importância "da minimização dos efeitos negativos da poluição luminosa", para que os cagarros juvenis possam sair em segurança dos ninhos "para o primeiro voo atlântico".

Segundo Filipe Porteiro, foram "tomadas medidas de redução da iluminação pública", com a colaboração de entidades como autarquias, a Empresa de Eletricidades dos Açores (EDA) e a empresa Portos dos Açores.

Em 2017, foram ainda realizadas "56 brigadas científicas", com a colaboração da Universidade dos Açores, dos Parques Naturais de ilha, organizações não-governamentais e outras entidades, que permitiram recolher "mais informação" para estudar cientificamente "a relação entre a queda de cagarros juvenis com as fontes de luminosidade existentes".

A Campanha SOS Cagarro, criada em 1995, pretende sensibilizar a população dos Açores para a proteção dos cagarros juvenis, que durante os meses de outubro e novembro começam a abandonar os seus ninhos, mas que acabam por cair em terra, desorientados com a iluminação noturna.

A organização ambiental BirdLife International refere que os Açores acolhem todos os anos cerca de 200 mil casais de cagarros (Calonectris borealis), que usam as ilhas do arquipélago, entre abril e outubro, para se reproduzirem.

TYM // ROC

Autor: Lusa/fim

Pesquisa
 
 
Últimos conteúdos
 
Encerramento SOS Sao Miguel
Premios SOS Faial
encerramento sm sos
pao por deus no Pico
 
 
 
“O Cagarro”
“Cagarro, cagarrinho”
“Aves vindas do mar”
"DJ Cagarro Master"
 
 
 



 

 

INÍCIOCAMPANHAO CAGARROINICIATIVASBRIGADAS CIENTÍFICASRECURSOSRELATÓRIOSCONTACTOSLUMINAVES

©2004-2018 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE