Instrumentos Gestão  |  Licenciamentos  |  Domínio Público Marítimo  |  Intervenções  |  Atividades Marítimas  |  Zonas Balneares  |  Quality Coast  |  Biodiversidade Marinha  |  Áreas Marinhas







 

Contas de Gerência


Contratação Pública




Destaques
 
Águas Balneares | Açores 2014
 Mais »
Parque Marinho dos Açores
 Mais »
 
Últimos conteúdos
 
23 outubro 2019
Em Consulta Pública: Avaliação do estado...
Consulta Pública das águas balneares a i...
Contratação Pública
 

Bruxelas 03-12-2013

Nova edição da Conferência do Atlântico em Lisboa perspetiva “crescimento azul”


Lisboa acolhe entre quarta e quinta-feira uma nova “Conferência do Atlântico”, dois anos depois da primeira, concentrando-se agora a discussão no chamado “crescimento azul”, o crescimento económico com a contribuição de setores marítimos.

A conferência, organizada pelo Ministério da Agricultura e do Mar e pela Cidade de Lisboa, e na qual participarão membros do Governo – incluindo o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho -, da Comissão Europeia e representantes de outros Estados-membros, tem lugar dois anos depois da primeira edição, realizada igualmente na capital portuguesa, e durante a qual o executivo comunitário lançou oficialmente a “Estratégia Marítima da UE para o Atlântico”.

Na edição deste ano, e tendo ainda como pano de fundo a crise económica na Europa e em Portugal, o objetivo, segundo a organização, é fazer uma análise dos progressos já alcançados no plano de ação da estratégia marítima para o Atlântico e, sobretudo, “identificar oportunidades futuras”, no quadro da UE e estratégias e planos nacionais para o Mar, visando “alcançar um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo no Oceano Atlântico e nas suas zonas costeiras”.

O conceito de “crescimento azul” tem ganhado força no “vocabulário” comunitário, sublinhando a Comissão Europeia que esta estratégia, “reconhecendo a importância dos mares e oceanos enquanto motores da economia europeia com grande potencial para a inovação e o crescimento”, representa 5,4 milhões de postos de trabalho e um valor acrescentado bruto de quase 500 mil milhões de euros por ano, havendo ainda vários domínios com larga margem de crescimento.

Em fevereiro deste ano, o Governo apresentou a Estratégia Nacional para o Mar 2013/2020, sendo um dos oito objetivos traçados aumentar, até 2020, a contribuição direta do setor do mar para o PIB nacional em 50 por cento, objetivo esse reiterado no mês passado pela ministra da Agricultura, Assunção Cristas, por ocasião da X Comissão Interministerial para os Assuntos Do Mar, em que se assinalou o Dia do Mar e foi aprovado o documento estratégico.

"É muito grato saber que houve imensa participação da sociedade civil, de vários setores, na preparação desta estratégia, porque esta é a melhor garantia de que há negócio a acontecer na área do mar", disse, a 16 de novembro, em Sines, lembrando que "nos últimos três anos houve um aumento da economia do mar de 2,4 para 2,7%".

O título da edição deste ano da conferência de Lisboa é precisamente “Crescimento Azul do Atlântico”,decorrendo durante os dois dias de trabalhos vários debates e mesas redondas, nos quais participarão também representantes das regiões, da comunidade científica e agentes económicos.

Autor: LUSA - ACC (CR) // APN

Numero de Visitantes
  778037  
Zonas
 

Açores
Corvo
Faial
Flores
Graciosa
Pico
Santa Maria
São Jorge
São Miguel
Terceira

 
  

  










       

 

HOMEMISSÃOPROGRAMAS E AÇÕESLEGISLAÇÃOEVENTOSLINKSCONTACTOSFORMULÁRIOS ONLINE

©2004-2019 Presidência do Governo dos Açores
Todos os Direitos Reservados

Portal do Governo dos Açores
Governo Regional dos Açores  UE